Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
segunda, 11 janeiro 2016 20:28

De volta ao topo, Messi é eleito o melhor do mundo pela quinta vez

De volta ao topo, Messi é eleito o melhor do mundo pela quinta vez
O argentino Lionel Messi foi eleito o melhor jogador do mundo em 2015.

O atacante de 28 anos conquistou a sua quinta Bola de Ouro, premiação dada pela Fifa, nesta segunda (11), em Zurique, na Suíça. Com 41,33% dos votos, Messi desbancou o português Cristiano Ronaldo, que havia vencido as últimas duas edições do prêmio e teve 27,76% dos votos na atual.

"É incrível que seja o quinto. Era o que sonhava desde pequeno. Quero agradecer a quem votou em mim, sem meus companheiros não seria possível. Quero agradecer ao futebol por tudo que me permitiu viver, importante para crescer e aprender durante toda a vida", disse o argentino.

Neymar, que pela primeira vez chegou à final da premiação, acabou em terceiro, com 7,86%. Além do atacante do Barcelona, outros brasileiros estiveram em evidência no prêmio. Kaka, atualmente no Orlando City e último representante do país a ganhar a Bola de Ouro, foi o responsável por anunciar o nome de Messi como vencedor.

O goiano Wendell Lira, do Vila Nova, ficou com o prêmio Puskás, dado ao gol mais bonito. O ANO DE MESSI

O ano de 2015 do craque do Barcelona foi marcado principalmente por títulos. Ele faturou o Campeonato Espanhol, a Copa do Rei da Espanha, a Liga dos Campeões da Europa, a Supercopa Europeia e o Mundial de Clubes da Fifa. Individualmente, Messi também não deixou a desejar. O argentino foi considerado o melhor jogador pela UEFA (federação europeia), o jogador do ano pela Globe Soccer Awards, foi o artilheiro da Liga dos Campeões com 10 gols, ao lado de Cristiano Ronaldo e Neymar, e líder em assistências do Campeonato Espanhol, com 18 passes para gol.

Pela seleção argentina, porém, o jogador ainda não conseguiu se consagrar. Ele chegou a ser bastante criticado em seu país após o vice-campeonato da Copa América, em julho, quando a Argentina perdeu para o Chile na final.

O ano também poderia ter sido melhor se não fosse uma lesão no ligamento colateral interno do joelho esquerdo, em setembro, que o tirou por quase dois meses dos gramados. Messi se isola ainda mais no número de Bolas de Ouro conquistadas. Com os troféus de 2009, 2010, 2011, 2012 e agora 2015, o argentino já tem duas a mais que Cristiano Ronaldo, que poderia igualar caso vencesse a disputa desta segunda –o português ganhou em 2008, 2013 e 2014.

O técnico do Barcelona, Luis Enrique, foi escolhido o melhor treinador do ano. Ele chegou ao clube na metade de 2014 e esteve no comando durante todas as conquistas da equipe na última temporada. Luis Enrique não compareceu à cerimônia e foi representado pelo secretário técnico do Barcelona, Robert Fernández. Com 31,08% dos votos, ele superou Pep Guardiola (22,97%), treinador do Bayern de Munique, e Jorge Sampaoli (9,47%), que comanda a seleção chilena.

SELEÇÃO

Com quatro brasileiros, a FIFA também premiou a seleção do ano. Neymar e Daniel Alves, do Barcelona, Marcelo, do Real Madrid, e Thiago Silva, do Paris Saint-Germain, foram os representantes do país. O time ideal da entidade é formado por: Manuel Neuer, Daniel Alves, Thiago Silva, Sergio Ramos e Marcelo; Iniesta, Modric e Pogba; Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces