Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
segunda, 02 novembro 2015 20:11

Palavras do Imam Hussein (a paz e a benção de Deus esteja sobre ele), na epopeia de Hussein, 2ª parte

Palavras do Imam Hussein (a paz e a benção de Deus esteja sobre ele), na epopeia de Hussein, 2ª parte
Neste texto referimo-nos à firme decisão do Imam Hussein (a paz seja com ele) em evitar a reverenciar e desobedecer à lealdade ao governo de  Yazid.

 

Após ser anunciada a posição oposta do Imam em não aceitar fidelidade a Yazid, e sua decisão sobre a luta e a sua saída de Medina, algumas pwssoas foram visitar o Imam Hussein, visando mudar a sua postura.

Entre estas pessoas, podemos mencionar um dos filhos do Imam Ali (a paz seja com ele), Mohammad Hanafieh. Ele disse ao Imam Hussein:

“Irmão! Tu és o mais apreciado e respeitado homem entre-nos, e eu tenho o dever de dizer-lhe o que considero apropriado: por agora não se resida numa determinada cidade, e que vai longe de Yazid, já que se entras em algumas cidades, poderiam ocorrer discrepâncias entre o povo; uns grupos apoiam o senhor, e o outro se levantar contra, isto provoca agressão e o derramamento de sangue, causando moléstia ao senhor e a sua família”.

O Imam Hussein, assim respondeu a Mohammad Hanafie:

“Irmão! Tu que me aconselhas sair da cidade e ir a outras partes por ter negado a reverenciar a Yazid, saibas que se não tenha nenhum refúgio no mundo, eu jamais juro a lealdade a Yazid Ibn Moawieh”.

O imam acrescentou:

“Irmão! Deus abençoe-lhe por cumprir com seu dever para dizer-me o que lhe pareceu mais adequado, mas eu conheço melhor a minha obrigação, e já tomei a minha decisão”.

O Imam Hussein (a paz seja com ele) expressa sua firme decisão baseada em que neste planeta não existe nenhum refúgio para ele, não aceitará jurar a fidelidade com Yazid, e no caminho de alcançar o seu objetivo, resiste a qualquer perigo.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces