Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
Wednesday, 15 July 2015 08:14

Mortes de HIV caiu 31% na América Latina

Mortes de HIV caiu 31% na América Latina
Um relatório da UNAIDS dados mostra que as novas infecções na América Latina têm registrado uma queda de 3% entre 2005 e 2013, enquanto as mortes decorrentes da doença, a diminuição foi de 31%.

 

 

Em alguns países como o México ou Peru era declínio muito acentuado desde os números chegaram a um decréscimo de 39% e 26% em novas infecções, como relatado pela mídia terça-feira. 

Este estudo mostra, também, que, em 2013, um total de 1,6 milhões de pessoas vivendo com o HIV na região, onde apenas 45% das pessoas infectadas tem cobertura para o tratamento desta doença. Cerca de 1.800 crianças foram infectadas nesse ano.

No entanto, nem toda a América Latina pode se orgulhar tais figuras. No Brasil, o número de novas infecções pelo HIV tem aumentado, com entre 29 mil e 51 mil novos casos em 2000, enquanto em 2014 foi estimada em entre 31 mil e 57 mil.

Assim, a Agência das Nações AIDS United (UNAIDS) adverte que o Brasil responde por 45% dos casos de AIDS na América Latina, e 2% a nível mundial.

No Caribe, o número de novas infecções pelo HIV caiu em 40% entre 2005 e 2013, também reduzir para metade o número de mortes pela doença no mesmo período.

Haiti era o país mais atingidas pelo HIV, sendo responsável por 59% das pessoas afetadas nesta região em 2013. cobertura de tratamento chegou a 42%, o que representa um aumento significativo de 31% em relação a 2011.

Na região da América do Norte em 2013, cerca de 88.000 novas pessoas infectadas com o HIV foram registrados, o que representa US 56% do total infectado na região. Também experimentaram um declínio de 2% no número de mortes em decorrência da doença na América do Norte.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces