Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
Friday, 18 December 2015 16:35

Revista britânica elogia o chefe da Organização de Energia Atômica do Irã por contribuições ao campo da Ciência

Revista britânica elogia o chefe da Organização de Energia Atômica do Irã por contribuições ao campo da Ciência
A revista britânica Nature divulga hoje sua lista das 10 personalidades que se destacaram por contribuições significativas ao campo da Ciência durante este ano em diferentes especialidades.

 

Um dos eleitos é o cientista planetário da NASA Alan Stern, principal pesquisador da missão New Horizons, que no mês de julho se converteu na primeira sonda a visitar Plutão.

Também desfruta deste reconhecimento a cientista conceituada pela publicação Tutora sobre mudança climática, Christiana Figueres, que conseguiu na recente cúpula do clima que 135 países entrassem em acordo sobre as medidas a tomar para reduzir as emissões.

Nesta relação da Nature aparece o biólogo chinês Junjiu Huang, quem gerou um debate mundial depois de um experimento para modificar os genes de embriões humanos.

A publicação científica reconheceu o trabalho da engenheira química Zhenan Bao, que - depois de desenvolver diversos materiais - conseguiu um parche fino, feito de nanotubos de carbono, que, colado ao pulso com um esparadrapo, monitora o ritmo cardíaco do usuário.

Também integra a lista o chefe da Organização de Energia Atômica do Irã, Ali Akbar Salehi, que em 14 de julho protagonizou a assinatura de um acordo com seis potências mundiais para limitar o desenvolvimento nuclear de seu país.

Foi distinguida a física e presidenta do Comitê da Sociedade Astronômica Americana sobre a Condição da Mulher na Astronomia, Joan Schmelz, que começou um projeto para escutar e ajudar mulheres astrônomas vítimas de assédio sexual.

A Nature reconheceu também o geneticista David Reich, que demonstrou a possibilidade de explorar a história humana através de gnomas antigos em massa.

Por sua vez, o pesquisador russo Mikhail Eremets conseguiu entender como se comportam os materiais a pressões próximas às do núcleo da Terra, recriando essas condições ao apertar pequenas amostras entre as pontas de dois diamantes sintéticos.

Outra personalidade da etapa é a bióloga Christina Smolke, que desenhou um tipo de fermento capaz de produzir opiáceos, potentes medicamentos analgésicos.

A revista também destacou o psicólogo Brian Nosek, que replicou 100 estudos para comprovar sua realização de forma correta e sem influência dos preconceitos de seus autores.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces