Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
sábado, 05 março 2016 19:00

consumo de aspirina pode reduzir o risco de câncer

consumo de aspirina pode reduzir o risco de câncer
Consumo de aspirina pode diminuir o risco de cancro. Um estudo diz que o uso regular de aspirina reduz o risco de câncer.

Esta diminuição é maior nos casos de câncer colorretal e outros tumores gastrointestinais.

Os resultados do estudo publicado na edição online da revista JAMA Oncology mostra que a terapia com aspirina pode complementar colonoscopias e outros métodos para detectar câncer, mas nunca substituí-los.

"Agora podemos recomendar que muitas pessoas considerassem tomar aspirina para reduzir o risco de câncer colorretal, mas não estamos em um ponto em que podemos fazer uma recomendação geral para a prevenção do câncer, em geral,” diz o principal autor, Andrew Chan, diretor de Unidade de Epidemiologia clínica e Translacional da Divisão de Gastrenterologia no Hospital Geral de Massachusetts (EUA).

Já existem muitos estudos que apoiaram a capacidade do uso de aspirina para prevenir o câncer colo retal. Mas não está claro efeitos da aspirina no risco de câncer. Para estudar esta questão, a equipe de cientistas analisou 32 anos de dados de quase 136.000 participantes no Estudo de Saúde das Enfermeiras e o estudo dos Professionais de saúde. Eles descobriram que os participantes que relataram tomar aspirina regularmente registraram um três por cento menos de risco do que qualquer tipo de câncer do que aqueles que não tomam o medicamento regularmente. Reduz o risco de câncer colo retal em 19 por cento e o risco de qualquer tipo de câncer gastrointestinal em 15 por cento, mas nenhuma redução foi observada no risco de cancro da mama, da próstata ou câncer de pulmão.

O benefício protetor de aspirina apareceu depois de cinco anos de uso contínuo em doses variando de 0,5 a 1,5 pílulas padrão por semana ou diariamente um comprimido de dose baixa. Os pesquisadores estimam que o uso regular desta droga possa evitar cerca de 30.000 tumores do trato gastrointestinal nos Estados Unidos a cada ano e outros 7.500 tumores de cólon entre os mais de 50 adultos norte-americanos que têm detecção endoscópica e 9800 entre os quase 30 milhões sem rastreio.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces