Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
segunda, 07 setembro 2015 19:02

O Nascimento de Maria, Mãe de Jesus (S.A)

O Nascimento de Maria, Mãe de Jesus (S.A)
A comemoração do nascimento auspicioso de Hazrate Mareiam (Santa Maria) ou a Natividade de Maria (S.A) é uma festa que se celebra no dia 8 de setembro de cada ano.

 

A Maria (S.A), quem foi concebida pelo comando de Deus e sendo escolhida para criar o Jesus cristo (S.A), tem nascido numa época de desordem, onde  os filhos de Israel depositavam todas as suas esperanças na vinda de um Messias. A Maria foi excecionalmente escolhida por Allah para esta missão abençoado e educar o Jeus cristo em conformidade com a vontatde divina. Maria pretencia a uma família nobre, a família de ‘Imran, tendo sido escolhido por Deus, conhecida pela sua devoção e submissão a Deus.

Quando a esposa de ‘Imran (Joaquim), a Senhora Ana percebeu que estava grávida de Maria, dirigiu-se ao seu Criador e orou, consagrando a criança que se encontrava em seu ventre ao Deus. Allah refere isto no Alcorão na suarta de Al-Imran nos versículos 35-36:

“Recorda-te de quando a mulher de Imran disse: Ó Senhor meu, é certo que consagrei a ti, integralmente, o fruto do meu ventre; a aceita, porque és o Oniouvinte, o Sapientíssimo. E quando concebeu, disse: Ó Senhor meu, concebi uma menina. Mas Allah bem sabia o que eu tinha concebido, e um macho não é o mesmo que uma fêmea. Eis que a chamo Maria; ponho-a, bem como à sua descendência, sob a Tua proteção, contra o maldito Satanás. “(surata Al-Imran: 35-36)

Quando Maria nasceu, a sua mãe apenas contempleva em  satisfazer a vontade divina. Ela confio em Allah e na Sua proteção divina à Maria e a sua família, assegurando ela do Satanás amaldiçoado. Em resposta à sua sinceridade e oração, Allah concedeu a Maria nobres virtudes. No Alcorão, Allah explica como a Maria foi entregue à Sua proteção e cuidado meticuloso.

Zacarias tornou-se o guardião de Maria e durante o tempo que passaram juntos, compreendeu que ela tinha qualidades excecionais. Além disso, Allah concedeu-lhe graças incalculaveis”:

Seu Senhor a aceitou benevolentemente e a educou esmeradamente, confiando-a Zacarias. Cada vez que Zacarias a visitava, no oratório, encontrava-a provida de alimentos, e lhe perguntava: Ó Maria, de onde te vem isso? Ela respondia: De Allah!, Porque Allah agracia imensuravelmente quem Lhe apraz. (surata Al-Imran: 37)

Da mesma forma que Allah escolheu a família de ‘Imran, escolheu também Maria, uma das membros da família de ‘Imran, e concedeu-lhe uma educação excecional. Allah purificou a Maria e escolheu-a entre todas as outras mulheres. O Alcorão se refere seus atributos e virtudes da seguinte forma:

Recorda-te de quando os anjos disseram: Ó Maria, é certo que Allah te elegeu e te purificou, e te preferiu a todas as mulheres da humanidade!  Ó Maria, consagra-te ao Senhor! Prostra-te e genuflecte, com os genuflexos!. (surata Al-Imran: 42-43)

Na comunidade em que vivia, Maria tornou-se uma pessoa conhecida pela lealdade e sinceridade que mostrava para com Allah. Ela é particularmente caracterizada como uma mulher “que conservou o seu pudor”.

A surata de At-Tahrim no versículo 12 a este respeito diz:

E com Maria, filha de Imran, que conservou o seu pudor, e a qual alentamos com o Nosso Espírito, por te acreditado nas palavras do seu Senhor e nos Seus Livros, e por se Ter contado entre os consagrados. (surata At-Tahrim: 12)

Como foi informada nos versículos supracitados, após o fim da sua educação, Maria abandonou o seu povo, indo para um local situado a oriente e aí passou parte da sua vida. Foi exatamente nesta fase da sua vida que, por ordem de Allah, o anjo Gabriel apareceu a ela anunciando que Deus a escolheu para ser a mãe de Jesus. A Maria, por ser uma mulher nobre e casta, ficou profundamente perturbada ao ver um estranho. Contudo, Gabriel explicou-lhe que era um anjo enviado por Allah, para lhe anunciar a boa vinda de um filho:

E quando os anjos disseram: Ó Maria, por certo que Allah te anuncia o Seu Verbo, cujo nome será o Messias, Jesus, filho de Maria, nobre neste mundo e no outro, e que se contará entre os diletos de Allah. (surata Al-Imran:45)

Ao receber esta anuncio, Maria colocou a questão de como poderia ela ter um filho, enquanto jamais algum lhe havia tocado:

 Perguntou: Ó Senhor meu, como poderei ter um filho, se mortal algum jamais me tocou? Disse-lhe o anjo: Assim será. Allah cria o que deseja, posto que quando decreta algo, diz: Seja! e é. (surata Al-Imran: 47)

Durante o tempo em que Maria permaneceu no “local distante” mencionado nos versículos anteriores, Allah a sustentou, física e materialmente. No tempo da sua gravidez, Maria encontrou-se completamente sob a Sua proteção e cuidado. Todas as suas necessidades eram particularmente conhecidas por Allah.

Entretanto, ao escolher um local isolado para sua residência, Allah preveniu todo o mal que, porventura, lhe pudesse ser infligido por pessoas incompreensíveis com esta situação.

No Alcorão, Allah chama a nossa atenção para o fato de que, desde o seu nascimento até à sua morte, Jesus (as) era muito diferente de todos os outros homens na face de terra. O Alcorão confirma o seu nascimento virginal, um tipo de criação com o qual não estamos familiarizados. Antes do seu nascimento, Allah informou a sua mãe a respeito de muitos dos atributos de Jesus (as), incluindo o de que ele fora enviado como um Messias aos filhos de Israel. Ele foi também declarado como sendo “uma Palavra de Allah”:

Ó adeptos do Livro, não exagereis em vossa religião e não digais de Allah senão a verdade. O Messias, Jesus, filho de Maria, foi tão-somente um mensageiro de Allah e Seu Verbo, com o qual Ele agraciou Maria por intermédio do Seu Espírito. Crede, pois, em Allah e em Seus mensageiros e digais: Trindade! Abstende-vos disso, que será melhor para vós; sabei que Allah é Uno. Glorificado seja! Longe está à hipótese de ter tido um filho. A Ele pertence tudo quanto há nos céus e na terra, e Allah é mais do que suficiente Guardião “....” (surata An-Nissa: 171).

E quando os anjos disseram: Ó Maria, por certo que Allah te anuncia o Seu Verbo, cujo nome será o Messias (148), Jesus, filho de Maria, nobre neste mundo e no outro, e que se contará entre os diletos de Allah. (surata Al-Imran: 45)

Allah escolheu o seu nome antes do seu nascimento, tal como fez com Yahya (João Batista). Normalmente, as famílias escolhem os nomes dos seus filhos. Contudo, no caso de Jesus (as), foi diferente. Allah deu-lhe o nome de Messias, Jesus, o filho de Maria. Esta é uma das mais explícitas indicações de que Jesus (S.A) foi criado de modo diferente das outras pessoas.

 De fato, tal como o seu nascimento, os milagres por ele realizados ao longo da sua vida, e o modo como foi elevado à presença de Allah, são sinais da sua diferença relativamente às outras pessoas.

O nascimento de Maria foi milagroso.  Ela foi concebida sem pecado como uma graça especial, porque Deus havia a escolhido para ser a mãe de Jesus.  Maria, sem pecado, entrou neste mundo através do privilégio da Imaculada Conceição, e é o primogênito dos redimidos. 

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces