Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
terça, 29 setembro 2015 03:36

O Nascer do décimo astro de orientação (por ocasião do aniversário do nascimento de Imam Hadi (AS) )

O Nascer do décimo astro de orientação (por ocasião do aniversário do nascimento de Imam Hadi (AS) )
“Melhor do que o bem é o seu praticante, mais belo que o bom conselho é o autor do mesmo, e melhor do que o conhecimento é quem o utiliza.” (livro Hayát al Imam Áli al Hádi (A.S.) P. 156).

 

O Imam Ali Al-Hádi (A.S) nasceu na pequena aldeia de Sârba a cinco quilômetros e meio da cidade de Medina, no 15º do mês Dhi alhajje do ano 214 Hejríta lunar (829 D.C.), e se desenvolveu sob os cuidados de seu pai por seis anos, sobrevivendo-lhe por mais 33 anos e alguns meses. Ele é o Imam Ali ibn Mohammad (A.S), cognominado por “Al-Hádi”, que significa “O Orientador”, sendo filho do Imam Al-Javád (A.S).

O Imam Ali Al-Hádi (A.S) tomou posse de seu ministério no Imamato após a morte de seu pai, o Imam Mohammad Al-Javád (A.S), em 220 Hejríta (833 D.C.). Tinha ele na ocasião seis anos de idade, tendo praticado a sua liderança apesar da pouca idade, tal como o fez seu pai  anteriormente, e que, esta pura e extraordinária circunstância esclarece e comprova a continuidade dos Imames purificados pela vontade de Deus Supremo, prolongando-se esta sua liderança por trinta e três anos, passando por sete governantes Abássidas, os quais são: Al-Mamun (813 a 833 d.C.), antes de tomar posse do Imamato, Al- Mutamen (833 a 842 d.C.), Al-Wátiq ibn Al-Mutamen (842 a 847 d.C.), Al-Mutauakel ibn Al-Mutamen (847 a 861 d.C.), Al-Muntasser ibn Al-Mutauakel (861 a 862 d.C.), Al-Mustaín (862 a 866 d.C.), Al-Muutaz (866 a 869 d.C.).

Os Imames que foram da linhagem de Ahlul Bait (A.S), depois do Mensageiro de Deus (P.E.C. E), eram privilegiados pelo especial compromisso com Deus Supremo e com o mundo do desconhecido, por causa da categoria da infalibilidade e do Imamato que conquistaram pelo favorecimento de Deus. Imam Al-Hádi (A.S), o qual conquistou o grau de Imam com tenra idade, no melhor estilo do esclarecimento alusivo à generosidade, nobreza de caráter e vestígios que certificaram e confirmaram sem a menor dúvida, de que a resistência contra a posição serena e extraordinária responsabilidade divina, seria em vão, pois até os homens do saber e os grandes eruditos, em toda a sua plenitude, por mais que o evitassem, acabavam recorrendo à sabedoria do Imam Al-Hádi (A.S), palestrando, aprendendo e saciando suas incógnitas com ele, apesar de sua pouca idade, e naturalmente, isto seria impossível, sem o apoio e o Poder de Deus Onipotente, os quais abrangeram o Imam com o conhecimento e a santidade divina.

Ele depois do martirio do seu pai, o Imam Javad (S.A), assumiu a orientação da nação islâmica. O seu tempo de Imamate, era de 34 anos, que coincidiu com os reinados de seis califas Abássidas. Ele passou treze anos do seu Imamato na cidade Medina. O Imam Hadi (S.A) nestes anos aproveitou ao caotica e inquietante situação de califado Abássida, para espandir e explicar corretamente os ensinamentos religiosos e o pensamento islâmico. Ele recebeu discipulos de todos os lugares para aproveitar dos suas sabedorias e a luz ardente da sua ciencia e conhecimento. Os amantes da familia do profeta vinham de lugares diferentes como do Irã, Iraque e Egito, direto ou indiretamente solucionando os seus problemas e recebendo instruções e eslarecimentos.

Aqueles que acompanharam a vida dos que foram da linhagem de “Ahlul Bait” (A.S), verificaram que sua existência terrena era de conhecimento, de ações e de exortações à fé em Deus Supremo e em Seu Livro, como também, no preceito de Seu Mensageiro (S.A.A. S), inclusive, a divulgação dos princípios do Islam na sociedade.

A vida destes Imames purificados (A.S) era de lutas e empenhos em prol do triunfo da justiça e da verdade, afrontando e contrariando com coragem a opressão e os opressores, e que, por causa de sua oposição contra os maus governantes, eles se expuseram aos piores suplícios, sufocos e ofensas. e a vida do Imam Al-Hádi (A.S) não foi por menos, confirmada pela história, o qual se submeteu à pior das tiranias dos governantes Abássidas, que o queriam afastado da prática de suas atividades no empenho de sua liderança à nação islâmica.

Imam Hadi enfatizou que o Islã é a religião de sabedoria e de toda a palavra e disse, avaliada com o senso comum, pode separar o verdadeiro do falso. Entre os esforços científicos de Imam Hadi, destaca os tratados de escrita sobre os princípios para responder aos problemas da crença dos habitantes de Ahvaz (no sudoeste do Irã). Como o monoteísmo, a conquista mais importante dos profetas divinos, ele foi atacado pelos pensamentos desviantes, também o Alcorão Sagrado, com diferentes títulos e pensamentos, ela enfrentou dúvidas. Durante este período, um grupo falou mal sobre o Alcorão e tentando desacreditar a fim de que estas perguntas fossem relacionadas a outro grupo. Quando essas dúvidas foram espalhadas na era do Imam Hadi, que Hazrate defendeu vigorosamente o Alcorão, o grande legado da profecia e respondeu a todas as incertezas com base em diferentes versículos do livro sagrado. A rejeição da liberdade do homem era outro conceito desviado a partir desse momento. Esta teoria foi muitas vezes prolongada pelos califas de Abbasidas entre as pessoas para remover o poder de decisão das pessoas de se render à tirania dos governantes. Imam Hadi para lidar com esse pensamento e rejeitá-lo, dizendo que o homem não está condenado a determinismo absoluto. Portanto, Imam Hadi acreditava que as pessoas tinham o poder de tomar decisões e assumir um papel em questões sociais e políticas. Que Hazrate estendeu esse pensamento e chamou o povo a não se render aos opressores. Os princípios de liderança depois do Profeta, e as bases e princípios de valores religiosos foram invadidas durante o período de incerteza. Pode-se dizer que uma das razões para seitas desviantes entre a nação islâmica foi a incapacidade do lugar e do prestígio de Imamto e liderança. Um problema que esta também foi a nação islâmica enfrenta grandes desafios e problemas enormes. O que está acontecendo hoje em diferentes partes do mundo islâmico é o resultado de conceitos pessoais e não retornar corretamente duas memórias preciosas do profeta do Islã, ou seja, o Alcorão e Ahlul-Beit. Muçulmanos para ficar longe dessas fontes valiosas, de fato, privado de orientação divina. Imam Hadi, como foi determinado para explicar o lugar da Imamato para muitos passos. O papel mais óbvio e melhor sobre o Imamato, que é válido para o conhecimento e liderança de recurso Imam é o "Hajj da comunidade", considerado o legado eterno de Imam Hadi. Hazrate que, nesta peregrinação, com um método especial, explicou a questão de Imamato e também rejeitou a falsa propaganda sobre os imãs. A ênfase de Imam Hadi no monoteísmo lembre-se desta verdade: que a liderança e orientação continuam a acreditar em Deus e imames divinas e líderes são escolhidos por Deus para os crentes desenhar o caminho para a felicidade e perfeição na promessa e feito.

Um aspecto transparente na excelência de conduta do Imam al Hádi (A.S.) é a generosidade e o desprendimento. Ele era uma das pessoas mais generosas, mais piedosas e benfeitoras quanto aos pobres e desprovidos, apesar do boicote econômico que lhe foi imposto pelo tirano Al Mutawaquil al Abbássi.

Em Medina, ele era tão popular que o governador da cidade não poderia o contrariar. A influência espiritual e social de Imam Hadi (S.A) era de tal modo que um dos inspetores do califado, chamado "Boraihe" escreveu uma carta ao governador Mutawakil Abbasida dizendo: "Se pretende assegurar a soberania das cidades santas (Meca e Medina), deve expulsar o Ali ibn Mohammad (o Imam Hadi) desta região, porque ele tem muita popularidade e apoio do povo.” Finalmente, no ano 233 Hegria lunar, o Imam Hadi (S.A), com seu filho menor, o Hassan, e outros membros da família deixou forçosamente, a Medina para a Samarra, a capital do califado abássida.

O tirano de sua época, Al Mutawaquil, o abássida, fê-lo provar as mais rudes aflições e graves situações. Ele o obrigou a permanecer em Samarra, com um boicote econômico, encarcerando-o entre um tempo e outro. Ele privou os sábios e jurisprudentes de usufruírem de seus conhecimentos, de seus talentos e de suas genialidades científicas.

A história mostra que os governantes Omíadas e Abássidas tinham feito tudo no seu alcance e recorrendo a qualquer tentativa prar enfraquecer a posição dos imames entre os povos. As suas conspirações contra os Imames foram à tentaiva de privar os muçulmanos e no modo geral a humanidade da sabedoria e usufruir ao conhecimento do promeinetes lideres religiosos e da familia do profeta na comunidade. Estas restrições eram ainda mais severas e rigoroas sobre o Imam Hadi e seu filho Imam Hassan Askari.

Mesmo assim, o Imam Hadi (S.A) em qualquer ocasião, não perdia a oportunidade, beneficindo o povo do seu conhecimento, tirando-os da escuridão e a ignorância, orientando-os para o caminho da luz.

O Imam Hadi (AS) acreditava que a procura do conhecimeto era um meio preciso para atingir objetivos transcedentais humanos, porque sem conhecimento não era possivel chegar ao destino. O Imam num discurso diz: "Ambos os cientistas e discipulos contrubuem para o crescimento e a orientação.”.

Conhecer e familiarizar aos nobres ensinamentos do Islã faz com que os muçulmanos , quando enfrentarem correntes de pensamentos e os equivocos, operam com mais deliberação. É por isso que o Imam Hadi (AS) na oração de “Jameh Kabireh" salienta e considera os Imames como fontes de misericórdia, possuidores de um tesouro de conhecimento, os pioneros na orientação e a luz para a escuridão.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces