Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
sábado, 05 setembro 2015 14:30

A Estrada para a Luz, Surata Bácara (A Vaca), versículos 107-112 (Parte 24).

A Estrada para a Luz, Surata Bácara (A Vaca), versículos 107-112 (Parte 24).
Nos últimos versículos foram explicados alguns comentários sobre as leis divinas.

 

 

Em nome de Deus

 

 Começamos o nossos comentários de hoje com o versículo 107 da surata de Bácara, que se refere aos que rejeitam os sinais, o poder e grandeza de Deus:

 لم تعلم أن الله له ملك السماوات والأرض وما لكم من دون الله من ولي ولا نصير

Porventura, não sabes que a Deus pertence o reino dos céus e da terra e que, além de Deus, (vós) não tereis outro protetor, nem defensor? (Bácara: 107)

Por esta razão os filhos de Israel tinham uma imaginação errada sobre o domínio de Deus e acreditavam que Deus não poderia dominá-los e protestaram sobre a mudança das leis. Neste versículo, Allah menciona que tem o domínio dos céus e da terra e Ele é o zelador e o dono dos seres humanos, de tal forma que ele pode se apropriar do que pertence a eles e diz que Ele é sempre o amigo e ajudante. No versículo 108 do surata diz:

أم تريدون أن تسألوا رسولكم كما سئل موسى من قبل ومن يتبدل الكفر بالإيمان فقد ضل سواء السبيل

Pretendeis interrogar o vosso Mensageiro, como anteriormente foi interrogado Moisés? (Sabei que) aquele que permuta a fé pela incredulidade desvia-se da verdadeira senda. (2: 108)

Este versículo refere-se aos muçulmanos de pouca fé que queriam o profeta fazer qualquer milagre eles pediram. Os filhos de Israel queriam que Moisés mostrar-lhes o Deus até que eles vejam com os olhos e, em seguida, crer Nele. Os muçulmanos também queriam que o profeta levasse uma carta de Deus, enquanto o milagre é uma maneira de propor a missão profética. Não é que o profeta estivesse obrigado a fazer qualquer coisa que você desejarem. Este versículo adverte que alguns dos desejos incorretos que pessoas querem dos profetas estão no terreno do ateísmo, porque eles não cumprem esse desejo e por isso o homem será fraco na sua fé. Na continuação deste versículo se dizem aos muçulmanos nos versículos 109 e 110 do Alcorão Sagrado:

 ود كثير من أهل الكتاب لو يردونكم من بعد إيمانكم كفارا حسدا من عند أنفسهم من بعد ما تبين لهم الحق فاعفوا واصفحوا حتى يأتي الله بأمره إن الله على كل شيء قدير

Muitos dos adeptos do Livro, por inveja, desejariam fazer-vos voltar à incredulidade, depois de terdes acreditado, apesar de lhes ter sido evidenciada a verdade. Tolerai e perdoai, (37) até que Deus faça cumprir os Seus desígnios, porque Deus é Onipotente. (2: 109)

 وأقيموا الصلاة وآتوا الزكاة وما تقدموا لأنفسكم من خير تجدوه عند الله إن الله بما تعملون بصير

Observai a oração, pagai o zakat e sabei que todo o bem que apresentardes para vós mesmos, encontrareis em Deus, porque Ele bem vê tudo quando fazeis. (2: 110)

Os judeus de Medina sempre se esforçavam para que os muçulmanos se tornassem infiéis ou pelo menos enfraquecidos na sua fé. Neste versículo do Alcorão diz aos muçulmanos que esta ação dos judeus não é porque eles não iriam entender o Alcorão, mas é só por causa dos selos que eles começaram a enfrentar e enfraquecer o moral dos muçulmanos. Desde nesse período os muçulmanos não eram muito fortes, Deus ordenou que os muçulmanos para as tentações do inimigo, usem armas, tais como o perdão, e fazer boas obras até que descer a ordem de enfrentamento aos ateus. Este versículo mostra que, antes de os inimigos não devem começar com a franqueza, mas a moralidade islâmica requer perdoar, porque isso prepara o terreno para a correção e, se não, em seguida, se não reconhecem seus atos, enfrentaram o castigo. Seguindo este versículo para manter a fé dos muçulmanos e para evitar a suas debilidades, os mandou fazendo oração, orar e dar esmola. Portanto, os muçulmanos podem reforçar a sua relação com o Criador e com outros muçulmanos, especialmente os oprimidos. Geralmente, os versículos do Alcorão dizem Faça oração e dar caridade regular, isto é, porque a adoração a Deus não é suficiente se não ajudarmos as pessoas e, por outro lado, se não ajudarmos os oprimidos não vamos estar ao lado da servidão de Deus. O mais interessante é que Deus não avisa para as boas ações, a recompensa deles é devida a Allah. Versículos 111 e 112 da surata de Bácara mencionam os judeus assim.

 وقالوا لن يدخل الجنة إلا من كان هودا أو نصارى تلك أمانيهم قل هاتوا برهانكم إن كنتم صادقين

 Disseram: Ninguém entrará no Paraíso, a não ser que seja judeu ou cristão. Tais são as suas ideias fictícias. Dize-lhes: Mostrai vossa prova se estiverdes certos. (2: 111)

 بلى من أسلم وجهه لله وهو محسن فله أجره عند ربه ولا خوف عليهم ولا هم يحزنون

Qual! Aqueles que se submeteram a Deus e são caritativos obterão recompensa, em seu Senhor, e não serão presas do temor, nem se atribularão. (2: 112)

Estes versículos dizem claramente que pretensão dos judeus na base de que o paraíso lhes pertence e que todas estas são apenas as suas fantasias e desejos, porque o paraíso não pode ser monopólio de qualquer grupo étnico ou raça, e a entrada seria para os seres humanos fazem ações reais. Este versículo diz que a chave para entrar no paraíso é submeter-se a Deus e fazê-lo bem, em conclusão estes versículos nos dizem que: Evitar a falsas esperanças que causa debilidade da fé e perdão está antes da raiva contra ateus e politeístas e é melhor saber que o perdão não é um sinal de fraqueza. Não pense que o paraíso pertence a uma raça ou tribo, porque a fé e as ações reais são medidas para lá chegar. Servir o povo que Deus vê o que fazemos. A verdadeira paz neste mundo e no outro está sob a fé, a pureza e a bondade de quem se submetem a Deus e não teme de ninguém.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces