Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
Wednesday, 20 January 2016 09:19

Surata Bácara (A Vaca), versículos 167-171 (Parte 36).

Surata Bácara (A Vaca), versículos 167-171 (Parte 36).
Surata Bácara (A Vaca), versículos 167-171 (Parte 36).

Versículo 167 da Sura de Bácara:

وقال الذین اتبعوا لو أن لنا کرة فنتبرأ منهم کما تبرءوا منا کذلک یریهم الله أعمالهم حسرات علیهم وما هم بخارجین من النار

E os prosélitos dirão: Ah, se pudéssemos voltar (a terra), repudiá-los-íamos como eles nos repudiaram! Assim Deus lhes demostrará que suas ações são a causa de seus lamentos, e jamais se salvarão do fogo infernal. (Bácara: 167).

No texto anterior, dissemos que quando os pecadores tinham visto o castigo de Deus, os líderes não se responsabilizavam por seus seguidores, como o carinho foi baseado em desejos internos, ia se tornar em animosidade e ódio no dia da ressurreição.

Este versículo diz aos seguidores pediram a Deus para voltar ao mundo e ficar longe de seus líderes, já que não haviam se arrependido de suas ações, mas é uma pena que nenhum arrependimento é útil, não existe caminho para regressar! Para aqueles que acreditam na equação este versículo é um sinal da vontade do homem no mundo, porque o arrependimento é o sinal de que poderíamos fazer outras ações, no entanto, havíamos escolhido o caminho errado. Agora vamos ler o versículo 168 da surata Bácara:

یا أیها الناس کلوا مما فی الأرض حلالا طیبا ولا تتبعوا خطوات الشیطان إنه لکم عدو مبین

Ó humanos, desfrutai de todo o lícito e do que a terra contém de salutar e não sigais os passos de Satanás, porque é vosso inimigo declarado. (2: 168).

Comer e beber são feitas naturais e alimentação é uma das principais necessidades de todos os seres humanos, no entanto, tal como muitas ações, nesta também têm realizado abusos, alguns sem aceitar qualquer versículo e critério desejam comer e beber tudo que querem e não se importam se é licito ou ilícito do ponto de vista religioso, somente, pensam em encher o estômago e satisfazer seus caprichos, no entanto outros grupos sem nenhum motivo convincente evitam comer, de até mesmo o que é permitido pela religião e intelecto e sua imaginação combate seus desejos internos.

O Islã é uma religião global e tem normas para o que podemos comer e beber e nos disse o que é licito e útil para o corpo e o que é ilícito e prejudica o espírito.

Este versículo diz: come dos alimentos lícitos e bons que existe na terra, e não siga os passos do diabo como enganou Adão e Eva a comer o fruto da árvore proibida.

Esse fato de demônio tanto comer o ilícito, tal como o vinho, como não comer o lícito geralmente se realize com base em opiniões falsas e supersticiosas.

Agora vamos ler o versículo 169 da surata Bácara.

إنما یأمرکم بالسوء والفحشاء وأن تقولوا على الله ما لا تعلمون

Ele só vos induz ao mal e à obscenidade e a que digais de Deus o que ignorais. (2: 169)

O versículo acima diz que demônio é o seu inimigo, este versículo diz que o sinal de inimizade do demónio é sempre a ordem do mal e desonestidade que não tem nenhum resultado, a não ser que a desfeita. Claro que o diabo não nos domina de modo que tome a nossa vontade, mas bem que o seu objetivo a ordenar para o mal é as tentações que são úteis ao homem de pouca fé. O demônio ordena e mostra o caminho da sua justificação.

Caluniar o Deus é uma forma de justificação e preparar o terreno para cometer pecado, isto é, um homem mal comete ações baseadas na ignorância e superstição logo para justifica-lo, o atribuí ao Deus. Agora vamos ler o versículo 170 da Sura de Bácara.

وإذا قیل لهم اتبعوا ما أنزل الله قالوا بل نتبع ما ألفینا علیه آباءنا أولو کان آباؤهم لا یعقلون شیئا ولا یهتدون

Quando lhes é dito: Segui o que Deus revelou! Dizem: Qual! Só seguimos as pegadas dos nossos pais! Segui-las-iam ainda que seus pais fossem destituídos de compreensão e orientação? (Bácara: 170)

A proteção da cultura e costumes dos antepassados é um valor, porem, não é quando aquela cultura não se baseia em intelecto e meditação ou inspiração divina e este costume de ancestrais seja por supersticioso e fanatismo tribal.

Uma das maneiras de influencia do demônio é imitação cega dos pais, quer dizer o homem em vez de agir de acordo com os mandamentos de Deus repete as mesmas ações de seus predecessores, embora soubesse que estava errado e a religião as proibia. Agora, o versículo 171 da sura vai chamar.

ومثل الذین کفروا کمثل الذی ینعق بما لا یسمع إلا دعاء ونداء صم بکم عمی فهم لا یعقلون

O exemplo de quem exorta os incrédulos é semelhante ao daquele que chama as bestas, as quais não ouvem senão gritos e vozerios. São surdos, mudos, cegos, porque são insensatos. (Bácara: 171)

O versículo acima diz que os infiéis seguem cegamente as tradições dos seus pais, mas os pais não tiverem escolhido estas opiniões na base à meditação, nem com base na inspiração divina, este versículo diz que os infiéis tampouco pensam no poder perseguir a verdade, mas fecharam os olhos e ouvidos perante a vontade de Deus para que não veja nem ouvem nada, exatamente tal com as ovelhas que embora o pastor as advirta do perigo não entendem qualquer uma das suas palavras, a não ser o grito.

Eles têm olhos, ouvidos e línguas como animais, mas não pensam nem meditam, por isso não podem alcançar a verdade e seguem as tradições incorretas de seus pais e aceitar tudo que eles dizem, atuam seguindo eles.

Finalmente ouvimos as lições que aprendemos com esses versículos:

1. O homem não é um animal que sempre pensa em encher seu estômago, mas deve se resolver no âmbito de ordens divinas as necessidades alimentícias através do bom e licito.

2. Quem ordena o homem para o pecado é o diabo, mesmo se tem um belo aspecto humano.

3. Monitoramento das tradições dos pais é importante quando estiver baseado em ciência e intelecto, mas a transmissão de superstições de uma geração para outra não cobre nada, a não ser a decadência.

4. O valor do homem é devido ao seu intelecto elevado e meditação, se não seria igual aos animais que também têm olhos, língua e ouvidos.

Add comment


Enlaces