Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
segunda, 07 março 2016 07:20

Surata Bácara (A Vaca), versículos 180-182 (Parte 39)

Surata Bácara (A Vaca), versículos 180-182 (Parte 39)
O profeta Mohammad (P.E.C.E) disse". O Alcorão é para vocês, pois, colocá-lo como seu líder e guia"

Continuando a estudar a surata Bácara e ouvir o versículo 180 deste surata:

کتب علیکم إذا حضر أحدکم الموت إن ترک خیرا الوصیة للوالدین والأقربین بالمعروف حقا على المتقین

Está-vos prescrito que quando a morte se apresentar a algum de vós, se deixar bens, que faça testamento equitativo em favor de seus pais e parentes; este é um dever dos que temem a Deus. (Bácara: 180).

Esta é uma obrigação para aqueles que temem a Deus, cada um de nós nasce um dia e no outro dia morre. O dia em que veiamos ao mundo não tínhamos nada e no dia em que deixaremos também não vamos levar nada. Neste caso, temos que abandonar todos os nossos bens tanto dinheiro, casa, carros ou fábricas.

Com base em normas islâmicas sobre a herança, cada pessoa quando morre, dois terços dos seus bens será dividido entre os seus filhos, seu cônjuge ou outros herdeiros. Mas quem queira, pude perdoar um terço de seus bens para utilizar em via que ele deseja e este versículo, a este respeito diz: o piedoso cujos bens são lícitas e a origem da verdade ao morrer deve pensar em pais e parentes e escrever o seu testamento já que maridos e filhos naturalmente herdarão dois terços dos bens, desde logo o testamento deve ser organizado com base a inteligência e não com base do afeto, de rancor ou vingança, ou seja, dar a alguns, e privando outros. Tenha que ter em conta que o testamento é uma espécie de providência para recompensar as escassezes o que motiva considerar a recompensa para o homem após a morte.

Os pais têm um dever enorme com os filhos e para apreciar suas ações, além da herança legítima deve indicar uma parte de bens aos parentes próximos no testamento. Agora vamos ler o versículo 181 do surata Bácara.

فمن بدله بعدما سمعه فإنما إثمه على الذین یبدلونه إن الله سمیع علیم

E aqueles que o alterarem, depois de o haverem ouvido, estarão cometendo (grave) delito. Sabeis que Deus é Onipotente, Sapientíssimo. (Bácara: 181).

Às vezes, os filhos ou parentes, apesar de terem ouvido falar ou saber o texto de testamento por algum motivo alteram-no, por exemplo uma pessoa no seu testamento tem escrito dar uma quantia em dinheiro a um pobre, mas os filhos em vez de dar dinheiro aos pobres o dão a outro. O Sagrado Alcorão diz que, neste caso, o testador recebe a sua recompensa e não será tampouco do seu delito, e não o sabia que aqui a pessoa que tem mudado o testamento é culpado já que a propriedade é respeitada mesmo após a morte e ninguém tem apropriação indébita sobre os bens dos mortos, mesmo que fosse o filho.

A partir desse versículo aprendemos que é necessário atuar segundo o testamento e qualquer mudança nele é uma traição que Deus sabe e tem o poder de punir.

Agora vamos ler o versículo 182 da Surata Bácara.

فمن خاف من موص جنفا أو إثما فأصلح بینهم فلا إثم علیه إن الله غفور رحیم

Mas quem, suspeitando parcialmente ou injustiça da parte do testador, emendar o testamento para reconciliar as partes, não será recriminado porque Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo. (Bácara: 182)

No versículo anterior dissemos que quem mudar conscientemente o testamento, cometeu o pecado, mas, por vezes, o testador é injusto e motiva a sedição na família, escreve em seu testamento mais de um terço sua propriedade sem tiver tal permissão ou recomendar algo que é pecado, em todos estes casos se pode ser alterado o testamento de modo adequado e distribuí-lo de forma equitativa.

A partir desse versículo aprendemos que no Islã não há nenhuma impasse e beco sem saída, e quando surgir uma questão importante deve ser considera-la, é algo obrigatório respeitar o testamento, porem o mais importante é impedir a eclosão de uma sedição, tal como a mentira é ilegal, às vezes é obrigatório dizer para proteger a vida.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces