Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
quarta, 16 setembro 2015 14:09

Uma pagina do livro de Hajj (peregrinação) 2

Uma pagina do livro de Hajj (peregrinação) 2
Neste texto falamos sobre os motivos da escolha de Kaaba como o lugar de peregrinação.

 

 

O  Alcorão sagrado tem apresentado a Kaaba como a primeira templo de monoteísmo e o local publico mais antigo no planeta, onde os profetas e todas as pessoas adoravam a Deus.

Com este antecedente, a Kaaba foi preferido em relação a a Beit al Moqadas, o primeiro local da orientação dos muçlmanos no ato de oração , e foi declarado como Qibla de todo o mundo muçulmano, e Deus mencionou esta historia para responder invoções de judeus na mudança de Qibla.  Sheikh Sadugh diz que Hajj é uma replica do grande Islã. Deus tem colocado todas as dimensões do Islã numa oração para que o peregrino experimente todo o Islã enquanto praticando o Hajj.

Por isso, Hajj, entre todas as rituais divinas, é a mais gloriosa e ampla e tem diversas dimensões sendo um grito de Monoteísmo e a  purificação da  alma e do espírito. Em Mashaar e Mena , manifesta a cena da morte e ressurreição, e as comunhões reforça e reaviva a rica cultura islámica entre as comunidades muçulmanas, eliminando  qualquer cultura hegemónica e a dependência.  Em lugar de discrepância, fortalece a união e a unidade. É por isso, que os muçulmanos se reúnem anualmente num lugar e realizam atos comuns. Fazendo cerimónias de rezo e políticas fortalecendo sua fé e aproveitam esta grande comunhão num lugar.  

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces