Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
Nos versículos anteriores dissemos que uma pessoa de uma maneira muito misteriosa foi morta entre os filhos de Israel, Deus para que soubessem quem era o assassino deu a ordem para abater uma vaca.
Graças a Deus que nos deu mais uma oportunidade para que em ambiente luminoso do mês sagrado do Ramadã, regar a nossa alma da fonte de benção e misericórdia divina. Desejamos aceitação de esforços, o jejum e a vossa devoção. Hoje falamos de milagre e o efeito de versículos Alcorão. O Alcorão é o grande dadivo de Deus à humanidade. A fragrância agradável do Alcorão reanima as almas, sendo a voz melodiosa da sua recitação, purificando os espíritos dos piedosos. Alcorão é extraordinário pelas características eficazes e atraentes. Surpreendentemente, o efeito do Alcorão, é de fato um milagre, sendo fora do alcance do homem comum trazido um livro tão eficaz. Foi citada uma história interessante sobre a influência do Alcorão: No inicio da missão do Profeta do Islã (PECE), o clã de Coreixitas dificultou muito o seu trabalho, tendo como uma solução, eles procuraram o Valid ibn Mokhaireh, um erudito e eloquente conhecido árabe. Eles convidaram o Valid para desafiar o profeta. A discussão entre ele e o profeta durou. Profeta recitou alguns versículos da surata “Fussílat”. O Valid no início escutava com certa arrogância e desinteresse, mas passado o tempo, continuando ouvir a voz agradável do profeta, ele ficou mais flexível até o profeta recitar o versículo 13 dessa surata quando disse: " فَإِنْ أَعْرَضُوا فَقُلْ أَنذَرْتُکُمْ صَاعِقَةً مِّثْلَ صَاعِقَةِ عَادٍ وَثَمُودَ." Porém, se desdenharem, dize-lhes: Advirto-vos da vinda de uma centelha, semelhante àquela enviado dos povos de Ad e Samud.   Neste momento o Valid ficou pálido, tremendo e fora de si. O encontrou ficou interrompido e a multidão se dispersou. Após este incidente, ele foi criticado pela sua atitude. Ele ponderou um pouco e disse: “Vocês sabem que eu não tenho medo de ninguém, nem sou ganancioso”. Eu sou eloquente e conheço a fala dos homens, mas as palavras de Mohammad não eram iguais dos outros, sendo algo atraente e agradável. Nem a poesia, nem em prosa pode. Juro por Deus que a sua palavra era doce e tem uma beleza especial. Parecendo uma arvore cheio de frutas e Benção, não  são palavras introduzidas por humanos. Esta palavra vai ser espalhada e não há algo maior que ela. " No entanto, os Coreixitas  insistiram para que ele tivesse feito algo sobre as palavras de Mohammad, fazendo contra propaganda contra o Profeta. Ele disse: “Se formos obrigados a fazer um julgamento sobre ele, preciso de três dias para ponderar e pensar”. passado os três dias eles procuraram o Valid. Ele disse-lhes: "Estou obrigado a dizer que as palavras de Mohammad são mágicas e iludem os corações." Desde então, quando os idolatras, segundo instruções do Valid, ouviam as recitações do Alcorão, as chamavam magias, assim sendo evitavam as escutar e inibiam outros para não ouvir também. Quando o profeta entrava na mesquita recitando o Alcorão, eles começavam a cantar, distraindo a situação e aplaudiram para desviar as atenções. O Alcorão mencionou estes atos de idolatras no versículo 26 da surata Fussílat. Mas foi dada a vontade de Deus para que o Alcorão permaneça eternamente na história, tal como a luz solar iluminando os pensamentos. Deus no versículo 60 da surata “Ghafer” indica outro fator tranquilizante de corações dos fieis e devotos, dizendo:  وَقَالَ رَبُّکُمُ ادْعُونِی أَسْتَجِبْ لَکُمْ E o vosso Senhor disse: Invocai-Me, que vos atenderei. . .   Deus com estas palavras promissoras considera as suplicas e orações dos seus servos, direcionadas a Ele e prometeu a responder. Eles que não conhecem o verdadeiro efeito psicológico e educacionais de oração, questionam-na. Às vezes dizem: oração é uma forma de estupefação, porque leva as pessoas, em vez de, dinamizar e trabalhar, a interceder as orações e suplicas, ensinando as pessoas a rezar e não trabalhar. Aqueles que consideram oração, com efeito, estupefação não entendem o significado da oração, porque ela não significa abandonar causas naturais, substituindo os por oração e suplicas, mas a finalidade de oração é que, com esforço e trabalho, confiando em Deus, avive o espírito de esperança na sua vida, contando com uma Grande fonte de ajuda de Deus. A prece ao mesmo tempo em que cria paz e tranquilidade, tem efeitos de vivacidade e uma expansão interna na atividade do cérebro humano. A oração mostra os seus efeitos com sinais muito específicos. Satisfação, comportamento sobriedade, alegria interior e autoconfiança e um rosto cheio de certeza, são alguns destes sinais. Tudo isto, é um tesouro escondido nas profundezas da nossa alma. Portanto, oração, é uma habilidade para adquirir uma parcela maior da graça de Deus que é infinita. Em outras palavras, os seres humanos através da oração, focam as suas atenções para entender a misericordiosa e graça de Deus.
Numa outra parte de comentários “Na presença do Alcorão sagrado” explicamos mais outras características e atrações deste livro celestial.
O Líder Supremo da Revolução Islâmica, o aiatolá Seyed Ali Khamenei disse que Imam  Ali ibn Abitaleb(S.A) é um exemplo de perfeito para todos. Sua juventude entusiasta e cheio de bravura e epopeias é um modelo para todos os jovens. Seu governo justo é baseado em um modelo de estado. Sua vida de muitos esforços e responsabilidades é um modelo para todos os devotos. A sua liberdade é um modelo para todos os libertadores. Suas palavras e lições eternas são um paradigma para os estudiosos e intelectuais.
Neste comentário, por ocasião do aniversário do martírio de Imam Ali ibn Abitaleb (que a paz esteja com ele), apresentamos as últimas recomendações e o testamento de Hazrate.
Louvado seja Deus , Senhor do Universo. O Louvamos, Imploramos a Sua ajuda e Suplicamos o Seu Perdão.
Nestes momentos cheios de graça e luz de Ramadã, rogamos ao Deus para aceitar as nossas orações. Em seguimento aos comentários anteriores de "na presença do Alcorão" passaremos alguns minutos com os leitores, falando das características do selo de livros celestiais, o Alcorão.
Quando os dias espirituais e bonitos de Ramadan chegam a quinzena, atinge a certa espiritualidade e esplendor, festas espirituais ultrapassam do domínio doméstica, o espírito de caridade e perdão irá aumentar significativamente.
Neste comentário, conhecemos razões de inalterabilidade e a falta de distorção no Alcorão, ao mesmo tempo saber os meios de como chagar a tranquilidade e paz. Na primeira parte, seguimos o assunto de inalterabilidade do Alcorão. Como dissemos anteriormente, este livro celestial, segundo as suas caraterísticas e vantagens, desde o início da sua revelação foi imune da distorção, sendo o atual o mesmo Alcorão revelado ao profeta, porque, Deus é o seu guardião e protetor. Deus se introduziu como a garantia para preservação do Alcorão e se gênios e humanos e todos os poderes se unissem para distorcer o conteúdo do Alcorão, nada não ia avançar. O Deus nos versículos 41 e 42 da surata “Fusselat” (os detalhados) diz: ".....وَإِنَّهُ لَکِتَابٌ عَزِیزٌ * لا یَأْتِیهِ الْبَاطِلُ مِنْ بَیْنِ یَدَیْهِ وَلا مِنْ خَلْفِهِ تَنْزِیلٌ مِنْ حَکِیمٍ حَمِیدٍ" “Este é um Livro veraz por excelência. A falsidade não se aproxima dele (o Livro), nem pela frente, nem por trás; é a revelação do Prudente, Laudabilíssimo”. O Alcorão é um livro que desde o primeiro dia desfrutava de atenção especial dos muçulmanos. Uma das razões para a falta de distorção do Alcorão foi o empenho dos muçulmanos para com protegê-lo. Ao longo da história, o Alcorão para os muçulmanos era a lei e diretrizes da vida. Muçulmanos recitam o Alcorão na oração, a mesquita e em casa e nos assuntos de vida, mesmo quando confrontados com inimigos, bem como recorrem a este livro sagrado nas discussões sobre a legitimidade da escola. Devido à ênfase do Profeta (PECE) sobre os benefícios da recitação de versículos, o povo constantemente lê o Alcorão. Neste sentido há muitas pessoas como recitadores e memorizadores do Alcorão, assim sendo ele são único livro que foi utilizado em todos os círculos, e qualquer pessoa muçulmana desde a sua infância está familiarizada com ele, e aprende a sua leitura correta. Os muçulmanos atribuem grande importância na aprendizagem e memorizar o Alcorão. Isto faz com que este livro não se torne obsoleto e abandonado, mas sim esteja sempre accessível. Memorizar o Alcorão é uma tradição, sendo considerado um ato de devoção. Em alguns países islâmicos memorizar o Alcorão é um programa escolar, cujos alunos estão em um grau muito alto de total memorização deste livro. A tradição de leitura e memorizar o Alcorão eram vigentes desde o tempo do Profeta de Islã, com o sua ênfase e ordem ao longo dos séculos. Tal situação não permitia qualquer distorção e alteração neste livro sagrado. Além disso, não se deve esquecer-se dos escrivães da escritura e dos textos revelados. Ou seja, aqueles que escreviam os versículos que tinham sido revelados ao Profeta (PECE). Foram identificados 13 ou 14 escrivão do livro sagrado na história. O Imam Ali ibn Abi Talib (S.A) e Zyd-ibn empenharam muito na fixação de capítulos do livro, lendo em alguns casos, aquilo que escreviam ao Profeta, visando corrigir quaisquer possíveis erros. Como a segunda parte do nosso comentário, vamos apresentar mais um dos meios de alcançar a paz e segurança para o homem. Isto é refugiar-se a Deus das tentações do diabo. Deus descreve este caminho no versículo 200 da surata “Aaraf” dizendo: "وَإِمَّا یَنْزَغَنَّکَ مِنَ الشَّیْطَانِ نَزْغٌ فَاسْتَعِذْ بِاللَّهِ إِنَّهُ سَمِیعٌ عَلِیمٌ” E quando alguma tentação de Satanás te assediar ampara-te em Deus, porque Ele é Oniouvinte, Sapientíssimo. Neste versículo, Deus fala com o seu Profeta para que fosse atente as tentações do diabo, refugiando em Deus e pedir ajuda divina, porque Ele ouve a sua fala e sabe dos seus segredos. Portanto, ninguém até mesmo profetas estão protegidos e imunes contra as tentações de demônios. Uma das coisas mais perigosas que leva o homem a destruição, baixando do seu lugar humano; é a tentação do mal. Porque Satanás jurara enganar e destruir as pessoas, por isso, não hesite em fazer qualquer coisa. Quando Satanás tenta de levar o homem a praticar o pecado e desobediência a Deus, isto cria para aqueles que são crentes; um estado de ansiedade, medo e duvida tanto medo das consequências deste ato. Alcorão para estas pessoas recomenda o refugio em Deus como uma saída para se livrar da tentação de Satanás. A tentação do diabo, geralmente sobre as boas obras, tentando fazer as pessoas se arrepender. Por isso, é sempre melhor fazer com antecedência, alguma coisa se livrar de Satanás, antes de iniciar qualquer trabalho dizer: "Refugio em Deus, da tentação do Diabo" e, em seguida, fazê-lo. As Tentações do diabo são mais eficazes enquanto o homem está com raiva e muito agitado. Neste caso, que a alma está desiquilibrado, o melhor remédio, é se refugiar em Deus para se livrar das tentações do diabo e alcançar a paz mental.
Começamos programa de hoje, recitando os versos 62 e 69 da surata de Bácara.

Enlaces