Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
Sunday, 19 July 2015 06:47

Bandeira cubana estará em embaixada e departamento de Estado dos EUA

Bandeira cubana estará em embaixada e departamento de Estado dos EUA
Em 48 horas, a bandeira da República de Cuba será hasteada em sua embaixada em Washington e no departamento de Estado, sete meses e três dias após o histórico anúncio dos presidentes Barack Obama e Raúl Castro.

 

 

A reabertura da Embaixada de Cuba será um acontecimento significativo, após 54 anos de ruptura das relações diplomáticas, voltar a içar a bandeira cubana na capital dos Estados Unidos, como resultado de um acordo entre ambos países, reafirmou a chancelaria da nação caribenha.

 

Segundo fontes diplomáticas, à abertura da sede diplomática em Washington estão convidados ao redor de 500 personalidades, entre eles, servidores públicos, membros do Congresso, empresários, experientes dos chamados tanques pensantes, diretores de organizações não governamentais, entre outros.

 

Pela parte cubana assistirá uma delegação de pelo menos 30 pessoas, encabeçada pelo ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, além de uma ampla representação da sociedade cubana.

 

Ainda que o secretário de Estado estadunidense, John Kerry, não assistirá à cerimônia formal de reabertura da embaixada cubana em Washington, receberá depois a Rodríguez no departamento de Estado e ambos oferecerão uma conferência de imprensa, explicou nesta sexta-feira o porta-voz John Kirby, durante seu encontro diário com os jornalistas.

 

Será a primeira ocasião em mais de meio século que um chanceler da nação caribenha será recebido em Washington.

 

De igual forma, a bandeira cubana será içada no vestíbulo do departamento de Estado prévio à cerimônia até este momento Seção de Interesses de Cuba em Washington, e se unirá ao conjunto de ensina dos mais de 150 países com os quais Estados Unidos tem relações diplomáticas.

 

A bandeira da estrela solitária será localizada entre os estandartes de Croácia e Chipre, devido a sua localização alfabética.

 

A Embaixada estadunidense em Havana começará a funcionar também na segunda-feira, ainda que sua abertura será de menor nível que a da missão cubana, deixando as principais atividades para a visita de Kerry à capital cubana, em uma data próxima.

 

De acordo com o porta-voz, Kerry e Rodríguez manterão uma "conversa substancial" sobre a nova era que se abre para ambas nações.

 

Esta será o segundo encontro entre ambos desde o anúncio do processo de restauração de relações bilateral no dia 17 de dezembro de 2014.

 

O primeiro diálogo efetuou-se no Panamá, no dia 9 de abril, as vésperas do início da VII Cimeira das Américas, que significou o evento diplomático mais importante entre os dois países em mais de meio século, desde a ruptura dos laços diplomáticos por parte dos Estados Unidos em janeiro de 1961.

 

Em 17 de dezembro de 2014 os presidentes de Cuba e Estados Unidos anunciaram o começo de um processo para restabelecer as relações diplomáticas, interrompidas por Washington em janeiro de 1961.

 

Ainda que a administração do presidente Barack Obama anunciou algumas medidas para aumentar as viagens e o comércio à Cuba, as disposições resultam limitadas enquanto permanece intacto o baseamento jurídico sustentado pelo Congresso para manter o bloqueio contra o país caribenho.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces