Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
Saturday, 05 September 2015 08:46

Maduro acusa EUA de estar por trás crise migratória na Europa

Maduro acusa EUA de estar por trás crise migratória na Europa
O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro acredita que EUA são principal causa da atual crise de imigração que chocou a Europa. 

 

Em uma entrevista com a agência de notícias russa Russia Today, o presidente venezuelano disse que as políticas seguidas por Washington no Oriente Médio e Norte da África levou a crise europeia de migração.  O desastre no Iraque foi causada por EUA em tempos de Bush (presidente dos EUA) com um propósito falsa; com uma mentira foram e destruíram um país que é o berço da civilização. O Iraque está agora dividido em 20 pedaços, Maduro observou.  Da mesma forma, ele lembrou que tal situação aconteceu na Líbia e, em seguida, na Síria, onde os EUA, através do financiamento de terroristas procuram destruíram o país. Em sua opinião, todas estas intervenções dos EUA foram planejadas para aproveitar o petróleo desses países através de operações ilegais no mercado negro.  Ele ressaltou que a Europa está a pagar as consequências destas catástrofes causadas por EUA Oriente Médio, então agora as nações europeias não podem pagar o enfrentamento a crise de imigração terrível.  "A Europa está recebendo milhares de migrantes e não sabe o que fazer. Eu perguntei-lhes (vários ministros das Relações Exteriores europeus) que medidas irão tomar e não sabiam o que vão fazer com os pobres que vêm do Afeganistão, Iraque, Síria , Líbia e Tunísia ", disse ele.    Finalmente, o presidente da Venezuela, considerou que os EUA, além do Oriente Médio, tem o objetivo de criar o caos em outras regiões do mundo, referindo-se às ações subversivas da extrema direita venezuelana que, de acordo com Maduro, são apoiadas por Washington. Em 19 de agosto, Katerina konečná, deputado checo ao Parlamento Europeu (PE), disse que as políticas dos EUA Oriente Médio e Norte da África causaram "grande parte" da crise migratória europeia.  De acordo com um relatório da Organização Internacional para as Migrações (OIM),  mais de 2.000 pessoas foram mortas até agora em 2015  ao tentar atravessar o Mar Mediterrâneo para a Europa.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces