Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
sábado, 05 março 2016 10:44

"Declarar terrorista a Hezbollah é coisa de países financiadores do terrorismo"

"Declarar terrorista a Hezbollah é coisa de países financiadores do terrorismo"
Um alto cargo militar persa considera que os países financiadores do terrorismo na região do Oriente médio são os mesmos que têm declarado “terrorista” a Hezbollah.

“Os países que têm causado a crise síria no regime de Israel e seus aliados nos conflitos regionais são os mesmos que têm declarado terrorista a Hezbollah”, afirmou na sexta-feira Yadolah Javani, assessor superior do representante do Líder da Revolução Islâmica do Irã, o aiatolah Seyed Ali Khamenei, no Corpo de Guardiães da Revolução Islâmica do Irã (CGRI).

Deste modo, Javani referiu-se à decisão tomada na quarta-feira pelo Conselho de Cooperação do Golfo (CCG-integrado por países árabes ribereñosd Golfo Pérsico) de declarar ao Movimento de Resistência Islâmica do Líbano (Hezbolá) “grupo terrorista”.

Com esta medida, disse, aos países do CCG têm posto em entredicho sua reputação e desacreditaram-n. “Com o passo do tempo se darão conta do estratégico erro que têm cometido”, agregou.

Em sua opinião, Hezbollah é um movimento popular que tem surgido ante o regime de Israel e tem terminado com a ocupação israelense no Líbano. “É o único grupo de resistência islâmica que tem conseguido derrotar a Israel pela primeira vez na história após 60 anos”, recalcou.

Segundo Javani, quando os países do CCG se dispõem a nomear grupo terrorista a Hezbollah demonstram que estão atuando conforme aos interesses do regime de Israel e as demandas estadounidenses.

“Os países do CCG não têm em consideração os direitos dos muçulmanos, os interesses do mundo islâmico nem sequer dos próprios países árabes. Suas ações só servem aos interesses dos estadounidenses e os israelenses”, sublinhou.

Assim mesmo, destacou o grande prestígio e reputação dos que goza Hezbollah entre os países islâmicos, razão suficiente para que muitos países islâmicos reagissem de imediato à medida do CCG e a condenassem energicamente.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces