Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese

Irã

Um clérigo iraniano denunciou o triângulo formado pelo regime de Israel, a Arábia Saudita e os EUA, como o principal responsável pelos crimes contra os muçulmanos em todo o mundo.
O Secretário executivo do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Irã, Morteza Sarmadi, lamenta a escalada das tensões na região após a execução na Arábia Saudita de um alto clérigo opositor.
A embaixada do Irã em Sanaa, capital do Iémen, sofreu danos na sequência de um bombardeamento realizado pela coligação árabe liderada pela Arábia Saudita.
O governo iraniano proibiu hoje (7) a importação de qualquer produto fabricado na Arábia Saudita em todos os portos do país, incluindo as zonas francas e as zonas econômicas especiais, …
O Irã acusa a Arábia Saudita de realizar ataques aéreos contra a embaixada iraniana na capital do Iémen, Sanaa, na quarta-feira à noite.
O Presidente do Irã, Hassan Rouhani, lembrou nesta quarta-feira que o Irã nunca agiu contra os interesses de qualquer país.
O Irã nega relatos de uma redução de relações diplomáticas com o Kuwait após a ruptura das relações com a Arábia Saudita e Bahrain.
O Presidente do Conselho de Discernimento do sistema da República Islâmica do Irã observou que a propagação do terrorismo está diretamente relacionada com o apoio de alguns governos regionais a …
Milhares de iranianos concentraram-se hoje nas ruas de Teerã para protestarem, pelo terceiro dia consecutivo, contra a Arábia Saudita, que executou no sábado um influente dirigente religioso xiita e que …
A venida onde está localizada a embaixada da Arábia Saudita na capital iraniana, Teerã, vai ser renomeado "Nimr Baqir al-Nimr" em homenagem ao martírio do clérigo xiita excetuado pela Arábia …
segunda, 04 janeiro 2016 08:31

Irã agora diz que precisa de 600 aviões

Autoridades iranianas disseram no domingo que o país precisa de cerca de 600 aviões nos próximos 10 anos, elevando as estimativas anteriores de cerca de 150.
O vice-chanceler iraniano diz que a decisão de Riad para romper relações diplomáticas com Teerã não pode encobrir seu novo erro estratégico quando matar uma figura religiosa.
Presidente da República Islâmica do Irã, Hassan Rouhani, condena a execução de Xeque Baqer al-Nimr por Arábia Saudita e outros movimentos da casa de Al Saud para instigar o sectarismo, …
O Ministério dos Negócios Estrangeiros iraniano enfatizou na necessidade de manter segurança da representações diplomática e consular da Arábia Saudita nas cidades iranianas de Teerã (capital) e Mashad (nordeste).
O Ministério dos Negócios Estrangeiros iraniano condenou fortemente a execução de clérigo xiita Xeique Nimr al-Nimr Baqer pelo regime de Al Saud e advertiu que Riad vai sofrer as consequências …
O Irã tem que competir com a Arábia Saudita para recuperar sua quota de venda de petróleo, após o levantamento de sanções , tem anunciado nesta sexta-feira o director geral …
Uma autoridade iraniana insta o governo a responder com um " bom tapa" ameaças dos EUA de aprovar novas sanções contra Teerã sobre seu programa de defesa de mísseis.
Os acontecimentos violentos pós-eleitorais de 2009 no Irã, conspiração chocante por potências ocidentais, foram mais perigoso do que a guerra imposta pelo Iraque ao Irã, diz um clérigo iraniano.
A Casa Branca adiou os planos para aplicar novas sanções ao Irã devido ao programa de mísseis balísticos, informou na quinta-feira o Wall Street Journal (WSJ).
O presidente iraniano, Hassan Rouhani tem proferido uma decisão que ordena o Ministério da Defesa do país para acelerar os esforços no sentido de impulsionar o poder de mísseis do …

Enlaces