Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
Monday, 09 February 2015 07:51

As redes sociais, uma ameaça ou oportunidade?

As redes sociais, uma ameaça ou oportunidade?
Há anos, paralelamente, ao desenvolvimento das redes sociais, se  fala da influência dessas redes em pessoas e  sociedades, tornando-se um dos temas mais importantes da sociologia contemporânea.

 

Alguns teóricos acreditam que hoje em dia, O mundo está nas mãos de quem domina os meios de comunicação e o principal papel da mídia na formação da opinião pública, fez com que ela se torna muito importante. Apesar da crescente aceitabilidade e popularidade das redes sociais entre  várias comunidades, mas a pergunta sempre é se o uso dessas redes é uma ameaça para a sociedade ou pode criar oportunidades para os seus usuários?

As redes sociais são as partes mais populares no espaço virtual. Usuários dessas redes , desde as crianças, idoso, escolas, agências governamentais, instituições de caridade, propagandas e etc, todos este cibernautas tentam usar o espaço, procurando um público específico. Há diferentes tipos da mídia social, sendo a rede social o mais conhecido , constituindo um plataforma com a participação de perfis de pessoas diferentes, na qual páginas e grupos criados por usuários. Apesar de inicialmente redes sociais haviam oferecido aos seus usuários, somente para se conectar com amigos e conhecidos, formando a participar coletiva , criando páginas, compartilhando conteúdos pessoais, mas hoje em dia, tendo em consideração a prevalência dos cibernautas , ampliou o número de opções desde, recursos adicionados, incluindo pesquisas, jogos online e bem com assistir filmes entre  outros.

A mídia sociais não impõe custos adicionais ao usuário, nem sequer alta competência e conhecimento. Porque a maioria dos meios de comunicação social  suportam diferentes idiomas. A similaridade de forma e expressão e os métodos de operação e variedades, da ao usuário uma facilidade operacional em diferentes mídias , sendo resultado,  o crescente  número de usuários nesses meios de comunicação. Junta-se a facilidade de uso, a possibilidade uma livre navegação e a liberdade de expressão. Cada dia que passa aumenta a vontade de pessoas de participar nas redes sociais. Nas mídias sociais, a fronteira entre o público e os meios de comunicação é muito mais recorrer as redes socais , como um fórum integrado em torno de uma questão ou tópico especifico.

Entre as características mencionadas, o que chama mais atenção será a personalização e um publico típico,  tendo aumentando a tendência de encontros entre cibernautas nessas redes social.

 A oportunidade de uso da mídia social , não tem um publico limitado, visto o espaço como um meio de para compartilhar com um público amplo, troca de expressões , ideias e impressões sobre qualquer assunto, em qualquer forma que eles gostam. Os usuários também podem encontrar seus antigos amigos e conhecidos nas redes sociais ou procurar a novos amigos, mesmo convidar amigos de fora  para  se juntar a  redes.

Mas a mídia social nos últimos anos, têm mudados fundamentalmente a vida das pessoas. Embora essas alterações em termos de condições geográficas, culturais e econômicos em diferentes países, têm força e fraqueza, mas não são necessárias bem com inevitáveis.

As redes e as paginas sociais são como faca de dois gumes, Um lado muito afiado  e outro gume bem macia e inofensiva. Se Não fossem propósitos e decisões adequadas tanto por autoridades como por famílias, visando criar um uso seguro das redes sociais, consequências do uso não-padrão pode criar um desastre social e moral. Por exemplo, a lei de Face book diz que as crianças menores de 13 anos não têm direito a registar-se na rede . Mas muita adolescentes e crianças , na ausência de um sistema de controle, falsificam a sua idade , sendo um parte relevante de usuários . isto será um perigo.

Algumas estatísticas indicam entre 5 a 8 milhões de internautas menores de 13 anos, membros na Facebook. Nesse caso , a responsabilidade dos pais é maior. É claro que o problema não é específico de um país, mais sim a facilidade de acessar a este fenómeno.

Mas porque as crianças entram em Facebook? presença de menores  no Facebook, enraizadas em dois fatores: O aumento da penetração da Internet no país e o crescente uso de celulares como meio de acesso à Internet. Mas o ambiente da Facebook , dedicada para uso de adultos , certamente trará lesão grave à crianças.

Exatamente pela este argumento que se deve estabelecer limite de idade de 13 anos para isso.

Por outro lado, o cnteudo das páginas, não tem classificação etária. Elas são  acessível tanto por meio de mensagens e solicitações de amigos. Não há dúvida de que os perigos que ameaçam a adultos nas redes sociais, ameaçando ainda mais as crianças. para risco virtual de abuso como a publicação de fotos privadas ,amizades com adultos e abuso no mundo real. Finalmente,  pode-se dizer que  Facebook e outras redes sociais, podem criar áreas para o desenvolvimento social das  crianças, se fosse as restrições e controle adequado, de outro modo, de fornecer  áreas dedicadas as criança.

Limite de idade para o acesso de crianças e adolescentes  a vários redes sociais, tambem pode inciatar os menores de falsificar a sua idade para poder cadasterar e operar nesta rede. De outro lado a facilidade de adquirir feramentos de uso de internet com comprar um smartphone, tablete ou outro dispositivo a baixo custo e sem conhecimento prévio ajuda os menores entrar no mundo que no passado as anciãos não têm vivido nele.  Crianças muito mais tranquilo e sem preocupação podem botar as informações pessoais e confidenciais até foto intimas nas redes sociais. Endereço, número de telefone, informações de conta bancária e outras informações que faz com que os criminosos cibernéticos abusassem de crianças como um alvo fácil de conseguir as suas demandas. É por isso que crianças e adolescentes são conhecidos como o grupos etários mais vulnerável as crimes  cibéricos.

Além desses, outros aspectos da vida humana e o seu comportamento coletivo também mudou sob a influência de novas mídias e sendo afetado até o seu corpo pela sua presença em redes sociais. Tais Influências como artrite, obesidade, aumento da irritabilidade, fraqueza da memória, agressividade, isolamento e ...

Professor (Jay Giedd) psicólogo americano diz: "Os métodos modernos de informação e entretenimento e interação com os outros, tem mudado ao longo dos últimos dez anos . Os adolescentes de hoje gastam em média, cerca de onze horas e meia com o internet, sendo isto há cinco anos atrás cerca de seis horas. Como resultado, as atividades das crianças têm sido muito alterada. O cérebro do adolescente tem uma capacidade tremenda. Houve muitas alterações para se adaptar ao ambiente e as rápidas mudanças tecnológicas. Hoje em dia, aprender a se adaptar rapidamente e eficientemente é imperativo para cérebro dos adolescentes, tais como fornecimento de comida e abrigo para sobreviver. Eles estão se tornando cada vez mais nativos digitais! "

Como o " Giedd " refere-se a partir de nativos digitais, mesmo nos países em desenvolvimento pode ser visto crianças sem compreensão ou domínio de uma língua estrangeira e complexidade técnica, jogando com telefones celulares e tabletes. As crianças passam o seu tempo em navegação na mídia social, mais do que na escola, sendo lidado muito naturalmente com a experiência de tecnologias da ponta. Emoções, nível de responsabilidade e sonhar em adolescentes marcam na maior relacionamento entre eles. Mas a importância dos pais inteligentes associando  educadores  se torna mais necessário do que no passado.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces