Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
Sunday, 24 May 2015 19:53

Blindagem de carros aumenta no Rio

Blindagem de carros aumenta no Rio
Custo da proteção vai de R$ 20 mil a R$ 48 mil, mas veículo desvaloriza

 

‘Depois que tive meu carro roubado pela segunda vez num assalto, resolvi mudar meus caminhos e investir em segurança: comprei um carro blindado”.

Relatos de assaltos como o do empresário Rafael Rodrigues, de 32 anos, crescem no estado do Rio. “Tivemos um grande aumento de vendas este ano. Só para ter ideia, de 2012 a 2014, vendemos quatro veículos. Em cinco meses de 2015, conseguimos vender oito”, comentou o gerente-geral da SGA Toyota Fabiano Faria, em Niterói.

 De acordo com a Associação Brasileira de Blindagem, o número de carros blindados vendidos no país teve recorde pelo quarto ano consecutivo em 2013, quando 10.156 veículos receberam a proteção. O Rio tem 8% deste total: 812 carros foram blindados em 2013 no território fluminense.

 O engenheiro automotivo Rogério Garrubbo disse ao Jornal O Dia que a blindagem funciona, mas provoca uma desvalorização rápida do veículo. “A mais recomendada e buscada é a IIIA. Ela é o limite permitido e protege bem, até de submetralhadoras. Mas como aumenta o peso do veículo em média em 190 quilos, é preciso que o carro passe regularmente por manutenção.”

 Para o empresário Rafael Rodrigues, que já foi vítima de dois roubos em Niterói, a única saída era comprar o carro com a proteção. Ele diz que atualmente os bandidos se tornaram mais perigosos. “Optei por comprar o carro blindado porque a violência tomou conta do dia a dia. Os bandidos estão cada vez mais violentos. Agora, para eles não basta roubar, tem que agredir. Uns até matam por prazer. Com meu carro, estou tendo uma maior sensação de segurança. Dentro dele, não vou ser atingido por uma bala perdida”, disse.

De acordo com o especialista em segurança pública Ib Teixeira, o aumento das vendas dos se dá especialmente pela dispersão dos criminosos. “Isso tudo vem com a implantação da UPP, que levou os bandidos para todos os lugares do estado”, acredita. Teixeira faz um alerta: “Uma hora o dono ou usuário do carro blindado terá de sair dele. Além disso, os criminosos utilizam táticas como bloquear o carro, incendiar. Utilizar carro blindado é ter sensação de segurança, mas não é estar seguro”.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces