Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
sexta, 11 março 2016 13:53

A reação da imprensa internacional à denúncia contra Lula

A reação da imprensa internacional à denúncia contra Lula
Britânico "Guardian" diz que "escândalo bola de neve" coloca Dilma em situação difícil, enquanto "Financial Times" fala em potencial "politicamente explosivo" das investigações. "El País" vê panorama obscuro.

A denúncia do Ministério Público de São Paulo desta quarta-feira (09/03) contra Luiz Inácio Lula da Silva repercutiu na imprensa internacional. Os procuradores acusam o ex-presidente de cometer crimes de lavagem de dinheiro (ocultação de patrimônio), falsidade ideológica e estelionato envolvendo o triplex localizado no Guarujá (SP).

O jornal americano The New York Times lembra que o ex-presidente é uma das figuras políticas brasileiras mais proeminentes e que as acusações dos promotores "sacodem as já tensas estruturas da política brasileira".

O jornal britânico The Guardian afirma que o "escândalo bola de neve" coloca Dilma Rousseff em uma situação difícil no momento em que ela prometeu independência às investigações, enquanto tenta conter as consequências políticas em seu Partido dos Trabalhadores.

A publicação britânica Financial Times ressaltou que as crescentes investigações sobre o ex-presidente "estão colocando pressão sobre a sua sucessora e protegida Dilma Rousseff", que está lutando contra a proposta de impeachment no Congresso e ações no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo a anulação de seu mandato por suspeita de corrupção.

O jornal econômico afirma, ainda, que o crescente foco dos investigadores sobre Lula está provando ser "politicamente explosivo", com os protestos planejados pró e contra o governo no próximo fim de semana.

O diário espanhol El País, por sua vez, diz que "as suspeitas de corrupção cercavam ultimamente Lula, mas nunca haviam sido firmes como agora". O texto afirma que as últimas acusações contra o ex-presidente têm gerado mais tensão no Brasil, "onde a crise política é onipresente há meses", acrescentando que a popularidade de Dilma continua em baixa e a crise econômica pinta um panorama obscuro.

Em um artigo de opinião intitulado "Na América Latina, a corrupção não é nem de direita nem de esquerda", o jornal francês Le Monde afirma que a condução coercitiva de Lula na última sexta-feira (04/03) mostrou que na Justiça brasileira agora não há mais tabu e que o ex-presidente tem sido tratado como um cidadão comum.

A imprensa alemã deu pouco destaque à denúncia feita pelo MP. O site do jornal Süddeutsche Zeitung publicou uma curta notícia sobre o caso, lembrando que os investigadores acreditam que Lula teria adquirido o triplex no Guarujá como retribuição por ajudar na concessão de contratos no governo.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces