Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
quinta, 10 março 2016 15:38

Cerimônia religiosa ecumênica marca primeiro dia do mandato do novo presidente de Portugal

Cerimônia religiosa ecumênica marca primeiro dia do mandato do novo presidente de Portugal
Uma cerimônia religiosa ecumênica, na mesquita de Lisboa, marcou o primeiro dia de mandato do novo presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, que tomou hoje posse na Assembleia da República.

Lisboa - Uma cerimónia religiosa ecuménica, realizada nesta quarta-feira (09) na mesquita de Lisboa, marcou o primeiro dia de mandato do novo presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, que tomou hoje posse na Assembleia da República.

Na ocasião, na presença de cerca de 150 pessoas, entre elas os principais dignitários de 17 confissões religiosas, Marcelo destacou o "espírito ecuménico" de Portugal e garantiu que será o "garante da liberdade religiosa, em todas as suas virtualidades".

Estiveram presentes, entre outros, o presidente da Comunidade Islâmica de Lisboa, Abdool Vakil, o imã da Mesquita Central, David Munir, o cardeal-patriarca da Igreja católica, Manuel Clemente, e o núncio apostólico, representante do Vaticano, o arcebispo italiano Rino Passigato.

"Portugal deve muita da sua grandeza secular ao seu espírito ecuménico", disse Marcelo Rebelo de Sousa.

Portugal - afirmou o novo presidente - "foi grande sempre que soube cultivar esse espírito, dentro e fora das suas fronteiras físicas" e "ficou aquém do seu desígnio nacional sempre que sacrificou a riqueza da convergência de culturas, civilizações e, naturalmente, religiões".

Marcelo Rebelo de Sousa referiu ainda que a Constituição portuguesa "consagra a liberdade religiosa, que supõe a liberdade de não crer, mas que, para os crentes, vai para além da mera liberdade de culto" e "implica o respeito de cada confissão na sua visão do mundo e da vida, expressa no espaço privado como no espaço público".

"Que o vosso exemplo frutifique na cultura, educação, apoio social, saúde, mundo laboral e empresarial, vida local e política. Porque nenhuma destas dimensões é alheia aos vossos percursos de fé", afirmou, almejando uns "próximos cinco anos sob o signo da paz, justiça e fraternidade", disse.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces