Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
Friday, 09 October 2015 17:29

Venha conosco ao Irã (28)

Venha conosco ao Irã (28)
      Nos últimos artigos escrevemos sobre a província de Isfahán, situada no centro do Irã e nas costas orientais da serra de Zagros e, ao mesmo tempo conhecemos as diferentes cidades desta província. Neste artigo viajaremos para a cidade de Natanz, outra parte desta preciosa região.

 

 

Na vizinhança de Isfahán e Kashan, duas históricas cidades da província situa a antiga e linda cidade de Natanz, a qual recebe anualmente, pela sua natureza espetacular e suas dezenas atrações, milhares turistas.

Natanz se encontra na região desértica, conta com um clima muito agradável. As partes ocidentais e sul da cidade ficam nas vales da montanha de Karkas (Buitre),com uma vista deslumbrantemente verdes, já que estão com altas árvores e abundantes fontes de água e, tudo isto, criou uma clima muito agradável. Natanz também é uma região fértil, coma as suas fruteiras e hortaliças; a pera e a romã de Natanz são muito conhecidas.

Os monumentos valiosos que se encontram em Natanz confirmam o antecedente histórica desta cidade a que correspondem há seis mil. Devido à adequada situação climática e geográfica, Natanz era sempre o lugar de cruzamento de caravanas que vinham do sul e do centro do Irã, sendo um lugar estratégico importantíssimo, sobretudo, na época de Sasánidas. O castelo de pedra conhecido como Robat Sang, da época de Partes, indica a antiguidade da cidade de Natanz. Esta cidade na época de Safavi teve um grande desenvolvimento. Os palácios de Abbas-Abad e Tay-Abad no norte e no sul de Natanz e "Gonbad-e Baz" nas zonas montanhosas e no monte de Karkas (Buitre) são algumas das obras que pertenciam de mesma época já dita. Natanz também tem múltiplos santuários, alguns do quais apresentamos hoje. Entre os verdes e grandes jardins no centro da cidade de Natanz, está localizado o alto minarete e a cúpula da mesquita Jome e o santuário de Sheikh Nor-al-Din Abd-al Samad, o grande sábio do século oitavo Hégira. O santuário é um lindo edifício com azulejos que foi construído no ano 707 da hégira lunar. Mas, a mesquita Jome que está perto do santuário foi construída no ano 704 da hégira lunar. No pátio da mesquita há uma fonte e a sua ao redor construíram-se traços em dois pisos. Desde o pátio da mesquita vê-se a singela cúpula de tijolo da época de Deylamiyan.

Outros conhecidos santuários da cidade de Natanz são o de Aqa Ali Abbas (S) e Shah-zadeh Mohamad (S) que são descendentes do grande profeta do Islã (P.E.C.E). Este lugar sagrado se situa na região de Bad-Rud perto de Natanz, iluminando como uma joia entre os abundantes bosques do deserto. O pátio do santuário é de 30 mil m2 e, o interior da mesquita e os edifícios ao seu redor têm uma superfície de três mil m2; a entrada e os terraços são como um museu inigualável, decorados com as artes tradicionais. Já que, o interior da mesquita e o teto levam, ao mesmo tempo, decoraçãoes de gesso e de espelho e, os terraços também estão cobertos com as obras artísticas das diferentes épocas islâmicas.

Nos arredores da cidade se encontram ainda mais obras históricas e paisagens naturais, sobretudo, nas regiões montanhosas de Karkas (Buitre), também se encontram as fontes de águas minerales, as oficinas tradicionais de porcelana e cerâmica e trabalhos decorativos em madeira.

Na segunda parte deste artigo, vamos apresentar aldeia de Abyaneh, o lugar histórico onde por suas características culturais e por manter os costumes tradicionais, bem como por seu antigo estilo arquitetônica, sempre tem sido o anfitrião dos turistas nacionais e internacionais. Abyaneh com uma altura de 2500 metros sobre do nível do mar, está localizada a 40 quilómetros da cidade de Natanz e na costeira de montanha. Esta aldeia situada no noroeste da montanha de Karkass na serra de Zagros. O rio Barz-rud corre entre a montanha de Karkass e abastece a água potável do povo e à agricultura do campo e o ambiente verde da aldeia.

Abyaneh, além da sua rica natureza, também tem valiosos tesouros históricos, as quais representam a rica cultura persa.

O povo de Abyaneh vivem séculos de isolamento, por ter situada numa região montanhosa e longe da população e das vias de comunicação. Por isso, conservou muitas de seus costumes tradicionais e tribais, mesmo a sua idioma e suas típicas vestimentas, entre outras coisas. Certos pesquisadores acham que a língua do povo de Abyaneh tem origem na língua Avéstica e é uma combinação das línguas da época de Pahlavi, Partes e Aquemênida. Os seus trajes são muito similares com os das nómadas de Bakhtiari que se diz pertencia à época dos Sassânida s. Os homens de Abyaneh põem-se uma camisa normal com calças pretas largas. As vestidas das mulheres são muito coloridas.

A antiga arquitetura local de Abyaneh está cheia de belezas. Seus monumentos históricos incluem os templos de fogo da época de época Sassânida s, o templo de Anahita, os castelos, as mesquitas, os mausoleos, os lares da época de Safavida e os depósitos de água.

As moradias de Abyaneh têm sido construídas com a terra de cor vermelhada maioria em dois andares, às vezes, de quatro pisos. A terra vermelha extrai-se de uma mina perto de aldeia.

Os lares na aldeia estão construídos na costeira de uma montanha, por isso, o teto de um é o pátio da casa superior.

E isto tem criado a aldeia em forma de uma grande escada. Arquitetura de casas combina muito com o clima da região. As paredes exteriores estão cobertas com adobes grossos, também os tetos são de madeira para adequar aos espaços interiores no inverno e no verão.

As portas e janelas todas são de madeira e de cor natural. As antigas janelas e portas levam decorações muito detalhadas.

Todos estes detalhes têm contribuído para uma beleza espetacular aos exteriores dos edifícios, os quais permitem o melhor aproveitamento da luz e do calor do sol.

A mesquita Abyaneh é um dos mais importantes edifícios desta aldeia que foi restaurada em diferentes épocas. O grande altar da mesquita é de madeira de nogal e de cor marrom. Também existem inscrições do Alcorão. O altar desta mesquita foi construído no ano 477 da hégira lunar.

A mesquita Porzale, pertence à época de Ilkhanian e a mesquita de Hayat-gah, à época de Safavi. Os tetos destas mesquitas estão desenhados com as formosas pinturas e as formas geométricas cobertas de marchetarias.

O templo de fogo chamado Harpak também é outro monumento da época de Sassânida situado no centro de Abyaneh.

Abyaneh, com suas valiosas obras históricas, com as casas de cor vermelha, com as pessoas bronzeadas pelo sol e com suas próprias vestimentas forma uma espécie de museu antropológico, onde a vida continua.

 

 

 

Add comment


Enlaces