Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
sábado, 06 fevereiro 2016 16:06

Venha conosco ao Irã- parte 41

Venha conosco ao Irã- parte 41
Sem dúvida, vocês recordam que no programa anterior havíamos conhecido certas cidades de Azerbaijão Oriental e suas atrações históricas.

Cabe mencionar que nesta província além de obras históricas o território conta também com outras belezas naturais, por isso, é uma das regiões turísticas mais importantes do Irã. As paisagens naturais deste território, sobretudo, na primavera e verão tornou-se um lugar adequado para que os turistas se relaxem. No programa de hoje iremos lhes apresentar as belezas naturais da província de Azerbaijão Oriental. Convidamos-lhes que nos acompanhem.

A montanha de Sahand, em Azerbaijão Oriental, situada no noroeste do Irã, é conhecida como a noiva das montanhas, devido ao crescimento das papoulas nas encostas . Entre infinitas belezas naturais na região de Sahand, tais como as fontes de água as plantas, em especial, durante a primavera e o verão, recebem um grande número de interessados na natureza. A pista de esqui nas alturas de Sahand, as águas minerais, e os verdes vales das encostas da montanha, têm aumentado a beleza maravilhosa da região. A aldeia de Kandowan, como uma das principais atrações naturais desta região, recebe anualmente milhares de turistas.

A aldeia histórico-cultural de Kandowan encontra-se na encosta da montanha de Sahand a 50 Km de distância ao sudoeste da cidade de Tabriz. Depois de passar o verde vale, no qual corre um rio, nos encontramos com a região montanhosa de Sahand, onde está localizada a histórica aldeia de Kandowan. Os lares deste povo são feitos de rocha e de forma cônica.As lavas que haviam saído do vulcão de Sahand e de outras montanhas durante milhares anos depois de cessarem foi criado uma camada de pedra que com o passar dos tempos, e por motivos naturais, vento e a chuva, entre outros, as camadas mais frágeis destas pedras se esvaziaram e ficaram as camadas mais duras. Este fenômeno foi criando estruturas chamadas Karan, que são ocos formados nas montanhas de pedra de Kandowan, o lugar onde vivem as tribos indígenas. Parece que desde os ataque dos mongoles, isto é, há sete séculos atrás , quando o povo das aldeias procuravam refúgio, pouco a pouco, se instalaram nestas casas de pedra chamadas Karanes que formam uma espécie de colmeias entre as pedras. E desta maneira, eles se protegeram das agressões dos inimigos. Ademais, resultou-lhe muito agradável alojar-se no verão e no inverno neste lugar para superar as condições climáticas de calor e de frio.

Kandowan é uma das três aldeias de rocha do mundo, pelo qual mantém uma atração impressionante. A extraordinária arquitetura deste lugar e a existência de sinais de vida na parte tradicional converteram-se em um fenômeno excepcional no mundo, já que nas outras duas aldeias de rocha da Turquia e Estados Unidos, ninguém vive os turistas unicamente visitam casas vazias. Alguns arqueólogos acham que a aldeia de Kandowan pertence a épocas pré-islamicos.No alto das colinas algumas das aldeias localizam-se a 40 metros, onde estão acompanhadas de celeiro , depósitos e pequenas habitações que são visíveis. As atrações desta histórica aldeia, de alguma maneira, têm surpreendido aos assessores da Organização Internacional de Turismo, que têm considerado a Kandowan como uma obra mundial.

A aldeia de Kandowan tem uma mesquita, banheiro , escola e um moinho. O Karan onde se encontra a mesquita é um dos maiores da cidade. O âmbito interior das rochas chamados Karan são mais largas no fundo e a cada vez que sobe, diminui sua superfície, isto se dá a sua forma cônica, ao invés de outras aldeias que as casas se estendem tanto em altura como em largura. O alojamento dos camponeses de Kandowan tem se estendido nas alturas, de maneira que, os Karanes têm de 3 a 4 andares

No andar inferior de cada Karan encontra-se o celeiro dos gados e o segundo e terceiro andar é lugar de alojamento dos camponeses. No quarto andar do Karan que é o último , e é usado como armazêm da família. Os Karanes relacionam-se desde a parte inferior e, passa ao limite do espaço interior, conta com boas condições de vida. As paredes laterais, o teto são preparados para colocar lustres, espelhos, livros e outros objetos.

Na aldeia de Kandowan, a entrada dos Karanes tem uma pequena fonte de cimento, a qual com uma parede baixa separa o quarto principal do quarto onde se lavam as roupas , pratos e também serve de chuveiro, atualmente a aldeia de Kandowan tem água encanada

Nos Karanes também se escavam buracos para cobrir outras necessidades dos camponeses, os quais se chamam na linguagem local Kazne (depósito). Em algum dos Karanes, se encontra uma curta plataforma de pedra que está coberto com tapetes chamados Jajim ou Gelim, isto serve de dormitório e é o lugar de descanso dos membros da família. Devido às paredes isoladas , o ar não penetra , por tanto, os Karanes no verão estão frescos e no inverno estam protegidos do frio intenso.

A maioria dos Karanes situados ao lado para o sul,e por isso, no inverno, seus habitantes aproveitam o sol e o calor através das janelas. Pela espessura das paredes e a firmeza das pedras, as portas são de entradas baixas e não superam mais de 160 centímetros e sua largura chega a 1 metro ou 1,20 metros.

Pelo bom clima da região, as terras dos suburbios da aldeia de Kandowan são férteis . Em frente à aldeia está o vale do norte e do sul de Kandowan com muito verde e tem um clima muito bom , é um dos lugares montanhosos mais belo do Irã.

No vale, também corre um grande rio que conta com as fontes de águas minerais, as quais têm propriedades terapêuticas e dizem que são boas para desfazer as pedras dos rins. Também, os verdes campos das montanhas de Sahand são importantes centros da pecuária . Os produtos lácteos de Kandowan são de boa qualidade e, é também conhecida por seu mel natural.

A população da aldeia de Kandowan chega a mais ou menos 700 pessoas e a maioria do povo dedica-se à agricultura, a pecuária e o artesanato. Os mais conhecidos artesanatos de Kandowan são os tapetes de Qelim e Jajim todas tecidas a mão por mulheres e meninas. No mais, as mulheres de Kandowan secam ervas como a ortiga, o tomillo e outras plantas aromáticas que se vendem nos mercados. As ervas medicinais , junto com o mel, as nozes, as amêndoas e os artesanatos são uma das lembrancinhas conhecidas da aldeia.

Os lares da aldeia de Kandowan com uma a arquitetura de rocha e também a paisagem natural da região, têm criado uma linda vista. Pelas características arquitectónicas de Kandowan foi registrada na lista das obras nacional do Irã.

A água mineral, os lares exclusivos, os verdes vales, o clima agradável, os produtos lácteos e a boa qualidade do mel desta montanha, são os motivos que atraem a um grande número de turistas de diferentes lugares, sobretudo, na primavera e no verão. Os hotéis de rocha de Kandown é um dos lugares onde os turistas podem se hospedar e descansar. Os pequenos andares de forma cônica e de pedra são uma boa oportunidade para reconciliar-se com a natureza.

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces