Este Website está sendo descontinuado. Mudamos para Parstoday Portuguese
sexta, 04 março 2016 15:52

Venha conosco ao Irã- parte 44

Venha conosco ao Irã- parte 44
Nos programas anteriores tínhamos dito que no noroeste do Irã, encontra-se um território fértil chamado Azerbaijão, o qual se dividi em três províncias: Azerbaijão Oriental, Azerbaijão Ocidental e também Ardebil.

No programa de hoje viajaremos à província de Azerbaijão Ocidental. Convidamos-lhes que nos acompanhem.

No extremo noroeste do Irã e nos arredores da República do Azerbaijão, Turquia e o Iraque, está localizada a província Azerbaijão Ocidental, que limita ao sul e ao leste com as províncias de Kordestão, Azerbaijão Oriental e Zanjan.

A superfície de Azerbaijão Ocidental, incluindo o lago Urumieh, que supera os 43 mil km2. O lago de Urumieh é o maior lago em todo o planalto do Irã e se localiza entre a província de Azerbaijão Oriental e Azerbaijão Ocidental, mas a maior parte do lago se encontra na zona de Azerbaijão Ocidental. Esta última é uma região de bom clima no qual 70 % de sua superfície está coberto por montanhas e a outra parte restante está uma planície costeira, onde se concentrou a população e onde se desenvolve a vida econômica.

A província de Azerbaijão Ocidental está baixo a influência das tendências do clima úmido que chega do oceano Atlántico e do mar mediterráneo. No entanto, em alguns meses de inverno, desloca-se uma frente de ar frio pelo norte, e por ter contato com o clima do mediterráneo, diminui consideravelmente a temperatura.

O clima da província Azerbaijão Ocidental igual que Azerbaijão Oriental é frio e úmido. Os invernos são frios, longos e com muita neve os verões são temperados e, é uma das regiões do Irã muito chuvosa .

A chuva e a neve junto com a terra fértil têm criado uma cobertura verde incluído bosques e encostas em Azerbaijão Ocidental. Os bosques com maior extensão encontram-se nas cidades do sul da província, e nas encostas das montanhas fronteiriças onde chove frequentemente. Mas, o bosque mais importante da província está localizado na região Sardasht. A superfície com bosques naturais na província chega a 320 hectares.

A flora da província inclui frequentemente diferentes espécies de plantas e flores como o íris, a tulipa, o cravo e a endívia . Azerbaijão Ocidental é, por suas encostas verdes, um dos importantes centros de pecuária no Irã.

Ademais, conta com terras fértiles apropriadas para a agricultura onde se cultivam diferentes tipos de frutas. Os vinhedos da província são muito famosos e produzem mais de 20 espécies de uvas, dos quais uma parte está designada ao consumo interno, como sucos ou compotas, e a maior parte são exportadas em forma de passas de uva.

Azerbaijão Ocidental também é uma boa terra para a apicultura e a produção de mel. Em todas as cidades da província se produz mel mas a de primeira classe pertence à cidade de Naqadeh e Oshnawieh onde as abelhas produzem o mel de forma natural nas fissuras das montanhas.

Azerbaijão Ocidental é uma das províncias mais povoadas do Irã onde os migrantes, formam uma parte de seus habitantes. Em geral, o Ocidente do Irã, sobretudo, as cordilheira de Zagros, nas quais, Azerbaijão Ocidental forma sua parte norte , é o lugar de alojamento de migrantes no Irã.

Os habitantes de Azerbaijão Ocidental são seguidores do Islã. Os turcos azaries e os curdos conformam os principais povos da província. Os curdos habitam as alturas ocidentais e sulistas da província e os turcos azaríes se alojam nas planícies ao norte e no sudeste da província. Também, a minoria religiosa como os ashuríes e os armenios residem na província, particularmente na cidade de Urumieh, que é a capital e a maior cidade da província. Desde a muito tempo, em Urumieh convivem pacificamente diferentes povos com variedades idiomáticas, raciais e inclusive religiosas. A seguir falaremos um pouco mais desta cidade.

Urumieh, a capital da província de Azerbaijão Ocidental, está localizada em uma planície de 70 quilômetros de longitude e 30 quilômetros de largura, junto ao lago com o mesmo nome (Urumieh). A estratégica urbe, por estar no caminho do Cáucaso, Armenia, Anatolia (Ásia menor), Mesopotamia, e por outro lado, pela cercania com o lago de Urumieh, é importantíssimo e particular.

Urumieh é um dos centros luminosos da modernidade no planalto do Irã. As múltiplas colinas antigas a 6 quilômetros de distância ao sudeste da cidade são prova disso. A antiguidade das escrituras nas pedras encontradas nestas colinas chega a 2000 a.C. Certos documentos dos historiadores islâmicos revelam que Urumieh foi o lugar do nascimento do profeta Zoroastro. Pelo qual esta cidade foi um dos maiores centros religiosos nos tempos longínquos.

Os documentos históricos demonstram que exércitos do império romano cruzaram reiteradas vezes a cidade de Urumieh para conquistar a casa de fogo dos zoroastros.

Após o nascimento do Islã, Urumieh converteu-se na segunda maior cidade de Azerbaijão, depois de Maraqeh. Segundo o turista musulman, Ibn Hoqul, no século IV da hégira, Urumieh foi uma cidade desenvolvida e com a mesma extensão que tem na atualidade. Desde então, tinha um bom mercado de negócios onde as pessoas ganhavam bem. O historiador e geógrafo do século VII da hégira (século XIII cristão) Yaqut-Hamavi escreveu em seu livro chamado Moayem a o-Baladan: "Visitei Urumieh no ano 616 da hégira (no ano 1220 cristão) e apreciei muitas bênçãos, frutas, jardins e um bom clima com muita água... "

Add comment


Security code
Refresh

Enlaces